Dois Pastores Cubanos Libertados mas Repressão Continua, dizem Cristãos


HAVANA, Cuba, 3 de novembro de 2009 (BosNewsLife) – dois líderes Batistas que haviam sido presos no oeste de Cuba enquanto distribuíam ajuda humanitária dos cristãos americanos, foram libertados na quinta-feira 23 de outubro de 2009, depois de duas semanas na cadeia, dizem fontes cristãs.

Email para um amigo ou divulgue no Facebook | Digg | Del.icio.us | Stumbleupon | Reddit | Blinklist | Twitter | Technorati | Yahoo Buzz | Newsvine

O pastor Ruben Ortiz Columbie, 68 ans, e Francisco Garcia Ruiz, 46 anos, foram aparentemente presos no começo de outubro de 2009, de acordo com líderes da igreja em Cuba. Eles estavam distribuindo ajuda na região de Guantánamo. Essa ajuda havia sido enviada pelas igrejas Batistas situadas na Flórida (EUA). Houve pressão internacional sobre as autoridades cubanas para que liberassem os dois pastores e a mídia vinha cobrindo essa história.

Os dois pastores ficaram detidos numa prisão de Santiago de Cuba e foram impedidos de receber a visita dos líderes da igreja durante sua prisão, disse o Christian Solidarity Worldwide (CSW). O CSW é um grupo de militância que monitorou o caso de perto. “Os parentes mais próximos puderam apenas fazer uma visita de 20 minutos”, disse a CSW.

Deterioração da Liberdade Religiosa:

Os ativistas dos direitos humanos dizem que estas prisões são parte de uma “deterioração da liberdade religiosa” na ilha, sendo que alguns pastores cristãos e outros líderes estão se tornando vítimas frequentes da “repressão do governo”. “Em julho, o pastor Omar Gude Pereza – um líder nacional do Movimento do Ministério Apostólico – foi sentenciado a seis anos de cadeia por “falsificação de documentos e atividades econômicas ilegais”, disse a CSW.

Além disso, o pastor Mario Alvarez, um líder baseado em Havana e afiliado ao Movimento do Ministério Apostólico, foi informado por autoridades do governo que ele será expulso de sua casa, dizem fontes cristãs. Alex Perez, um líder na igreja do pastor Alvarez, está na prisão há três meses como parte da repressão organizada especialmente sobre as atividades dos cristãos Evangélicos, de acordo com informações de cristãos cubanos e grupos de direitos humanos.

“ Mais de 30 pastores em todo o país foram presos e temporariamente detidos durante 2009”, informa a CSW. O reverendo Roberto Rodríguez, ex-diretor nacional da Congregação Inter-denominacional de Pastores e Ministros Evangélicos, foi ameaçado de prisão “e submetido a uma série de processos na justiça, durante os últimos doze meses”, disse o diretor nacional da CSW, sr. Stuart Windsor. “Mas nós encorajamos o governo cubano a libertar o pastor Gude Perez e cessar a intimidação contra o reverendo Rodriguez, garantindo que a liberdade de religião seja respeitada para pessoas de todas as fés e em todas as partes do país”, disse Windsor.

Os grupos cristãos vêm pedindo à União Europeia para pressionar o governo cubano para ratificar o Acordo Internacional de Direitos Políticos e Civis, que foi assinado em 2008. Pedem também a melhoria das liberdades religiosas na ilha dominada pelos comunistas. Ativistas dos direitos humanos afirmam que a situação dos cristãos piorou depois que Raul Castro assumiu o poder no começo de 2008.

Email para um amigo ou divulgue no FacebookDiggDel.icio.usStumbleuponReddit |BlinklistTwitterTechnoratiYahoo BuzzNewsvine

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: