Abbas Amiri e Sakineh Rahnama: reflexão.


Abbas Amiri e sua amada esposa Sakineh Rahnama: descanso em Cristo.

Abbas Amiri e sua esposa Sakineh Rahnama: descanso em Cristo.

Hoje dia 23 de novembro de 2009 completam-se um ano e três meses do assassinato de nosso irmão cristão Abbas Amiri pela polícia iraniana e o subsequente falecimento de sua esposa Sakineh Rahnama. Hoje, quando o persidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad será recebido com honras de chefe de estado pelo governo brasileiro, pedimos um momento de oração por nossos irmãos cristãos iranianos que são perseguidos, presos, surrados, torturados e mortos por que se recusam a renegar Cristo.

Envie por email para seu migo e divulgue no seu FacebookDiggDel.icio.usStumbleuponRedditBlinklistTwitterTechnoratiYahoo BuzzNewsvine

O casal cristão tinha mais de 60 anos de idade. A polícia islâmica iraniana surrou e prendeu o cristão Abbas Amiri no dia 17 de julho de 2008, junto com outros homens, seis mulheres cristãs e dois menores de idade que estavam participando do culto a Cristo na residência do sr. Amiri na cidade de Malek Shahr, perto de Isfahã, centro do Irã. O irmão Amiri morreu num hospital no domingo 3 de agosto de 2008.

Estando na prisão, a tortura contra o nosso irmão cristão Amiri aumentou quando a polícia descobriu que antes dele se converter à fé cristã, tinha ido fazer a peregrinação muçulmana à cidade de Meca. Essa peregrinação é um dos cinco pilares do Islã exigidos de todo muçulmano. O Sr. Amiri era um herói veterano do exército iraniano na guerra do Irã contra o Iraque (1980 a 1988) defendendo a sua pátria a República Islâmica do Irã contra a agressão sofrida pelo Iraque de Saddam Hussein. Essa guerra é motivo de orgulho para o governo islâmico e isso deixou a polícia ainda mais furiosa contra o sr. Amiri, por ele ter se tornado cristão.

Até o dia 6 de agosto de 2008, todos aqueles homens, mulheres e crianças cristãs presas na casa do sr. Amiri ainda continuavam detidos, inclusive a filha do Sr. Amiri. Três dias antes de sua morte, nosso irmão Amiri foi transferido para o Hospital Shariati de Isfahã. Membros da família que foram visitá-lo informaram que seu peito estava gravemente ferido e acreditam que isso foi a causa de sua morte.

Amiri foi enterrado no mesmo dia de sua morte no cemitério de sua cidade natal, Masjid-Soleiman, localizada perto da fronteira com o Iraque. Muitos amigos e simpatizantes compareceram ao seu funeral, embora oficiais da polícia tentaram evitar que pudessem chegar ao local do enterro.

A esposa do nosso irmão Amiri, Sra. Sakineh Rahnama, morreu no domingo 3 de agosto de 2008 por stress devido ao assassinato de seu marido pelas autoridades iranianas.

Depois da morte do Sr. Amiri no domingo 31 de julho de 2008, a polícia secreta iraniana passou a vigiar a casa de sua família e ordenaram que não se fizesse nenhum velório para a irmã cristã, mãe e esposa do sr. Amiri, a sra. Rahnama. E ordenaram aos moradores da casa que deixassem a cidade imediatamente. O filho de Amir, revoltado, gritou com os policiais iranianos que começaram a espancá-lo.

As prisões e violência contra os cristãos iranianos são intensas. No dia 12 de julho de 2008, doze cristãos que viajavam para a Armênia com escala no aeroporto da cidade de Kerman, foram presos. Dois muçulmanos convertidos ao cristianismo foram presos durante dois meses na cidade de Shiraz, um deles é diabético e está em condições críticas sem tratamento médico.

A foto acima mostra o lugar de descanso final de nossos irmãos, nas montanhas da fronteira com o Iraque. Que esse exemplo de entrega pela fé de Cristo seja um motivo de reflexão neste dia 23 de novembro de 2009, durante a visita ao Brasil do presidente da República Islâmica do Irã, sr. Mahmoud Ahmadinejad.

Hebreus 11:37-38

Leia mais atualidades cristãs aqui.

Envie por email para seu migo e divulgue no seu FacebookDiggDel.icio.usStumbleuponRedditBlinklistTwitterTechnoratiYahoo BuzzNewsvine

Anúncios

2 Respostas

  1. […] relacionados Reverendo Wilson Issavi preso no Irã Abbas Amiri e Sakineh Rahnama: reflexão. Como vão indo, Mohammed e Gelanie Azbari? Como vai indo, Tina Rad? Irã Liberta as Cristãs […]

  2. […] indo, Mohammed e Gelanie Azbari? A Quinta Ferramenta Irã Prende, Intimida Cristãos no Natal Abbas Amiri e Sakineh Rahnama: reflexão. Como vai indo, Tina Rad? Irã Proíbe Cultos das Assembleias de Deus às […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: