10 Cristãos Presos: “Somos Um no Corpo de Cristo!”


A Constituição Permite, mas o Governo não Respeita

A Constituição Permite, mas o Governo não Respeita

SHANXI, China – 16 de dezembro de 2009 (ChinaAid) – em conexão com a destruição da igreja cristã da cidade de Linfen pelo governo regional da província de Shanxi, dez outros cristãos foram presos durante outubro de 2009. Leia e veja suas histórias de luta pela fé cristã. Veja o filme.

Envie por email para seu amigo e divulgue no seu Facebook | Digg | Del.icio.us | Stumbleupon | Reddit | Blinklist | Twitter | Technorati | Yahoo Buzz | Newsvine

O video abaixo mostra o que sobrou da igreja e como foram atacados os nossos irmãos.

Os cristãos tentaram negociar com o governo uma compensação pela destruição da igreja, foi quando se tocou no assunto “dinheiro” que as autoridades da cidade de Linfen começaram a perseguir, prender e acusar criminalmente os nossos irmãos, segundo esta reportagem feita uma semana depois da primeira acima.

“Somos Um no Corpo de Cristo!”

Linfen, 18 de outubro de 2009. Já tinha amanhecido quando Shan Yongchang, o membro da Igreja cristã Linfen-Fushan que foi preso por ter enviado mensagens SMS sobre a destruição da igreja em 13 de setembro de 2009, foi libertado naquela sexta-feira. No dia seguinte, os policiais do Public Security Bureau (Departamento de Segurança Pública – PSB) propuseram libertar dez líderes cristãos da igreja Linfen-Fushan, sob a condição de que a pastora Yang Rongli continuasse detida até segunda ordem.

Em protesto contra a detenção dela, num ato de solidariedade cristã e aplicando na vida real a palavra de Cristo, os líderes da igreja presos se recusaram a deixar a prisão sem a pastora Yang. “Nós somos um no corpo de Cristo! Nós não a abandonaremos sozinha. Nós não deixaremos a prisão sem ela”.

Para quebrar a resistência, a PSB prendeu a irmã mais jovem da pastora Yang Rongli, sra. Yang Linli, e saqueou o apartamento do pastor Wang Xiaoguang. O PSB atacou e prendeu mais dez membros da igreja Linfen-Fushan, incluindo Yang Suan e sua esposa Yang Caizhen que estavam em suas casas no dia 11 de outubro de 2009. As autoridades culpam a pastora Yang Caizhen pela resistência cristã e se recusa a libertá-la, ameaçando os líderes da igreja com mais ataques e abusos se não obedecerem suas ordens.

Irmã Yang Caizhen (à esquerda) e o pastor Yang Shuan

Irmã Yang Caizhen (à esquerda) e o pastor Yang Shuan

A irmã Yang Caizhen (à esquerda) foi presa no dia 11 de Outubro de 2009, junto com seu marido Yang Xuan. Para esclarecer, na China as pessoas usam primeiro o sobrenome e depois o nome. Por exemplo: Yang é o sobrenome, Caizhen é o nome. O “zh” se pronuncia aproximadamente como o “j” em português. Caijen. Nas reportagens nós respeitamos esse uso chinês.

No dia 16 de outubro de 2009, a irmã da pastora Yang Rongli, sra. Yang Linli, foi libertada sob a condição de que não mais pedisse a libertação de sua irmã ou outros membros da igreja, nem promover qualquer outra atividade “ilegal”. Suas comunicações com amigos em todo o mundo foram bloqueadas. A sua irmã, a pastora Yang Rongli e a sra. Hua Mei, outra mulher líder da igreja, foram formalmente acusadas de cometer os crimes de “construção ilegal, perturbação da ordem pública e organização de cultos”.

Os seguintes líderes cristãos foram sentenciados à prisão no dia 17 de outubro de 2009: pastor Wang Xiaoguang, Yang Caizhen, Yang Hongzhen, Su Qing e Li Shuangping. No total, três desses líderes foram libertados sob fiança, nove ainda estão presos e dez estão presos em local desconhecido o que é prática ilegal pela Constituição chinesa.

Todos eles foram presos pelas autoridades regionais de Fushan em 23 de setembro de 2009 para evitar que visitassem a capital nacional Pequim e apelassem para as autoridades centrais sobre o caso da Igreja Linfen-Fushan.

Eficientes na Perseguição aos Inocentes, Incompetentes no Governo

Constituição da República Popular da China, artigo 36: “Nenhum órgão do governo, organização pública ou indivíduo pode obrigar os cidadãos a acreditar, ou não acreditar, em qualquer religião nem podem discriminar contra cidadãos que acreditam, ou não acreditam, em qualquer religião”.

Belas palavras, mas não são respeitadas pelo governo regional de Shanxi que jura defendê-las quando toma o poder. A Constituição é a lei máxima em todo país e toda lei tem que se sujeitar a ela. As demais leis, nacionais ou regionais, são subordinadas à Constituição e portanto não tem validade se contrárias a essa mesma Constituição. Com receio de que as autoridades centrais em Pequim talvez dessem ouvidos às reclamações legais e justas de nossos irmãos cristãos de Linfen, as autoridades regionais de Shanxi partiram para a ilegalidade, intimidação e prisões. Esse tipo de comportamento das autoridades regionais chinesas é comum, como veremos em outro artigo.

Afinal, segundo o filme abaixo, Linfen é a cidade mais poluída do mundo. Não existem nuvens, mas uma camada de poluição sem fim, diz ele. As autoridades incompetentes de Linfen que permitiram que isso acontecesse, naturalmente tem receio de expor as suas criminosas resposabilidades contra as leis anti-poluição chinesas. E quando nossos irmãos tentam apoiar espiritualmente os cidadãos chineses que moram nesse local inabitável, são perseguidos e presos com uma eficiência que não é usada pelas autoridades da Província de Shanxi para prender os causadores dessa poluição intolerável e ilegal. Por que será?

Rápidos para Condenar Inocentes

  • 23 de setembro de 2009 – prisão dos líderes cristãos da igreja Linfen-Fushan
  • 24 de setembro de 2009 – O PSB (Departamento de Segurança Pública) invadiu de novo as casas dos membros da igreja, confiscando objetos e computadores que tinham sobrado.
  • 28 de setembro de 2009 – Depois de uma reunião de emergência, as “autoridades” regionais concordaram que a Igreja Linfen-Fushan não podia ser considerada um “culto”, e prometeram que não iriam mais tolerar os abusos e violações da lei promovidas pela pastora Yang Rongli e suas “tola e desviada” congregação.

O Departamento de Nacionalidades e Assuntos Religiosos da cidade de Linfen acusa a pastora Yang de estabelecer ilegalmente grupos religiosos, locais de culto, manter serviços de culto e atividades sem permissão, nomeando pessoal religioso, compartilhando ilegalmente a Palavra de Deus com menores de idade e “colocando em risco a ordem social”.

De acordo com os irmãos da congregação Linfen-Fushan, cerca de 80 policiais e 10 carros de polícia continuam a vigiar a igreja 24 horas por dia, evitando que eles se reúnam para louvar a Cristo aos domingos.

A polícia é uma prova real de que a fé não é livre para os crentes na China comunista junto com a incompetência do governo central de Pequim que permite que o governo regional da Província de Shanxi destrua durante décadas o meio ambiente e deteriore as condições de vida de seus cidadãos, e continuando impune. A ChinaAid pede à comunidade cristã internacional, aos defensores dos direitos humanos, que levantem suas vozes em favor dos líderes perseguidos da Linfen-Fushan Church, e pede a retirada das injustas acusações criminais contra essas pessoas de fé.

Para contatar o (des)governo local de Linfen, telefone:

  • Secretariado da Cidade de Linfen, Província de Shanxi: +86-357-202-6513
  • Comitê da Cidade de Fushan: +86-357-812-2131
  • Prefeito da Cidade de Linfen: +86-357-209-0427
  • Escritório de Petições da Cidade de Linfen: +86-357-209-1341
  • Diretoria da Cidade de Fushan: +86-357-813-6099
  • Departamento de Segurança Pública da Cidade de Fushan: +86-357-812-6199

Envie por email para seu amigo e divulgue no seu FacebookDiggDel.icio.usStumbleuponRedditBlinklistTwitterTechnoratiYahoo BuzzNewsvine

Anúncios

Uma resposta

  1. […] 10 Cristãos Presos: “Somos Um no Corpo de Cristo!” […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: