Reflexão para Líderes Cristãos: O Sacrifício de Messias


Na época de Natal, nós somos lembrados que nosso Deus é o Deus do reavivamento. Enquanto imaginamos o nascimento de Jesus Cristo, pensamos como é grandioso que o Rei dos Reis rebaixou-se a si mesmo para não só nascer em carne humana, mas num estábulo humilde entre os animais.

Envie por email para seu amigo e divulgue no seu Facebook | Digg | Del.icio.us | Stumbleupon | Reddit | Blinklist | Twitter | Technorati | Yahoo Buzz | Newsvine

28 de dezembro de 2009, por Mark Earley, Ministério das Congregações das Prisões

Nosso Deus é o Deus das reviravoltas. Jesus nos fala que os últimos serão os primeiros, que o menor será o maior no Reino. Ele elevou pecadores arrependidos, coletores de impostos acima de fariseus e líderes ricos. E através de seu apóstolo Paulo, Deus nos lembra que Ele escolheu os fracos, os desprezados, para mostrar as glórias de Sua sabedoria.

Uma história recente que vem do Paquistão, parece confirmar exatamente esse padrão divino. No final de outubro de 2009, na Universidade Internacional Muçulmana de Islamabad, um muçulmano suicida com uma bomba tentou atacar a ala feminina do campus universitário.

Universidade Islâmica de Islamabad

Universidade Islâmica de Islamabad

Mas lá trabalhava o faxineiro, Pervez Masih, que como muitos dos 2% de cristãos nesse país com 98% de muçulmanos, estava forçado a trabalhar nos serviços mais humildes na sociedade – coletores de lixo, limpeza de esgotos e serviçais.

O terrorista muçulmano suicida disfarçado com roupas femininas estava indo para o restaurante da universidade, onde estavam entre 300 a 400 estudantes mulheres, quando o cristão Pervez Masih se colocou entre ele e seu objetivo.

Masih é um nome muito comum entre a minoria cristã paquistanesa – significa…Messias. E no dia 20 de outubro de 2009, Masih certamente seguiu os passos de Jesus, o verdadeiro Messias. Ele recusou dar passagem ao terrorista suicida. No impasse criado pela decisão de Masih, a bomba detonou matando o cristão, o terrorista e três meninas que estavam ali perto. Porém, as 300 a 400 moças muçulmanas que estavam dentro do restaurante não sofreram nada.

No meio dos escombros da explosão, jaziam dois mártires.

Um, assim chamado “mártir” muçulmano tinha assassinado outros de forma disfarçada e fingindo-se de mulher para não ser detectado no seu ataque. O outro, um mártir cristão, tinha dado sua vida por suas irmãs de outra fé. Um desprezado cristão morreu para salvar muçulmanas de seu irmão muçulmano.

A CNN informou que o professor Fateh Muhammad Malik, o reitor da universidade, disse que o cristão Pervez Masih “ultrapassou as barreiras de casta, religião e terrositmo sectário. Mesmo sendo um cristão, ele sacrificou sua vida para salvar essas moças muçulmanas”.

“Mesmo sendo um cristão”?

Seria mais correto dizer “por que era um cristão” Masih doou sua vida.

Na maioria dos países muçulmanos, os cristãos não tem direito a ser enterrados nos mesmos cemitérios que os muçulmanos. Enquanto as câmeras da reportagem mostravam o cemitério cheio de lixo onde o cristão Masih está enterrado, eu não podia deixar de pensar sobre o nosso Deus das grandes reviravoltas. Um Rei nascido na manjedoura. Um herói cristão enterrado embaixo do lixo. Masih estava empregado havia apenas uma semana e ganhava o equivalente a R$102,00 mensais. Ele morava com esposa, mãe num total de 7 pessoas num único quarto onde viviam, comiam e dormiam. Sua mãe de 70 anos trabalhava como faxineira para ajudar no sustento.

Diya, 3 anos, filha de Pervez Masih, no colo da mãe com foto do pai.

Diya, 3 anos, filha de Pervez Masih, no colo da mãe com foto do pai. foto cortesia de Fauzia Minallah

E eu não podia deixar de pensar como um dia esse mundo invertido seria virado de cabeça para baixo quando da segunda Vinda, quando Cristo virá em toda sua glória.

Enquanto isso, oremos pela paz de espírito da mãe de Pervez Masih, sra. Kurshaid Siddiq de 70 anos. Segundo a reportagem da CNN, ela está sofrendo muito com a morte do filho e não aceita em sua simplicidade: “Meu herói está morto”, diz ela. Cristo vê que ela criou um verdadeiro cristão. Que Deus o abençõe por ter salvo centenas de muçulmanas da morte. Oremos pelos cristãos perseguidos do Paquistão, que sofrem por causa de leis da blasfêmia injustas e que vem sendo assassinados, surrados e têm suas casas queimadas simplesmente por que têm o nome de Jesus. Masih. Messias.

Oremos para que o ato heroico de Pervez Masih ajude muitos paquistaneses a ver os cristãos de modo diferente. E oremos para que os extremistas muçulmanos tenham seus olhos abertos por esse ato de amor cristão para o que significa ser um verdadeiro mártir. Ou seja: dar a vida para salvar outros e não dar a vida para matar outros.

Artigos relacionados:
Reportagem, vídeo e fotos da CNN.
Leis muçulmanas da blasfêmia
Lei muçulmana Sharia

Envie por email para seu amigo e divulgue no seu FacebookDiggDel.icio.usStumbleuponRedditBlinklistTwitterTechnoratiYahoo BuzzNewsvine

Anúncios

11 Respostas

  1. […] Artigos relacionados Reflexão para Pastores: O Sacrifício de Messias […]

  2. […] Artigos relacionados Confisco de 15.000 Bíblias na Malásia Surpreende Cristãos Reflexão para Pastores: O Sacrifício de Messias […]

  3. […] Artigo relacionado Reflexão para Pastores: O Sacrifício de Messias […]

  4. […] Artigo relacionado Reflexão para Pastores: O Sacrifício de Messias […]

  5. […] Artigo relacionado Reflexão para Pastores: O Sacrifício de Messias […]

  6. […] O que é mais precioso para cada um de nós? Nossas vidas? E se alguém deu de presente sua vida para salvar a de outras pessoas que o desprezam? É algo maior, em outro nível. Não falamos de Jesus Cristo, mas de outro cristão, também chamado Messias. Leiam “Reflexão para pastores: O Sacrifício de Messias“. […]

  7. […] o governo muçulmano O que é ser Dhimmi: cristão proibido de ser enterrado em cemitério público Reflexão para Pastores: O Sacrifício de Messias – fato real, análise sobre a diferença entre o martírio muçulmano e o martírio cristão […]

  8. […] A Quinta Ferramenta: 1.300 anos de genocídio muçulmano contra a igreja cristã oriental. Reflexão para Pastores: O Sacrifício de Messias – qual a diferença entre um “mártir” muçulmano e um mártir cristão? Leia e […]

  9. […] Artigo relacionado Reflexão para Pastores: O Sacrifício de Messias […]

  10. […] nr. 1 dos Extremistas Islâmicos Entrevista: Rafik Responde, conversão de muçulmanos – parte 1 Reflexão para Líderes Cristãos: O Sacrifício de Messias Evangelização pelo martírio : 70 milhões de cristãos mortos em 20 séculos A Quinta […]

  11. […] nr. 1 dos Extremistas Islâmicos Entrevista: Rafik Responde, conversão de muçulmanos – parte 1 Reflexão para Líderes Cristãos: O Sacrifício de Messias Evangelização pelo martírio : 70 milhões de cristãos mortos em 20 séculos A Quinta […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: