Relatório: 3 ataques por semana na Índia durante 2009


Justiça indiana "não encontra provas"

Justiça indiana "não encontra provas"

NOVA DÉLI, 31 de dezembro de 2009 (CDN) – depois de ataques sem precedentes e em grande escala contra cristãos nos dois anos anteriores, o ano de 2009 não trouxe um alívio para a minoria que enfrenta uma média de mais de três ataques violentos por semana (sem contar as discriminações e outras formas de ataque não violento).

Envie para seu amigo por email e divulgue no seu Facebook | Digg | Del.icio.us | Stumbleupon | Reddit | Blinklist | Twitter | Technorati | Yahoo Buzz | Newsvine

Houveram pelo menos 152 ataques contra cristãos em 2009, de acordo com o relatório “Lista parcial dos Incidentes de Violência Anticristã mais Importantes na Índia” (Partial List of Major Incidents of Anti-Christian Violence in India) publicado pela Associação Evangélica da Índia (Evangelical Fellowship of India).

Os estados de Madhya Pradesh e Chattisgarh no centro-norte, Orissa no oeste, Gujarat no leste e Himachal Pradesh no norte têm leis contra a conversão, que são usadas e abusadas rotineiramente pelos radicais hindus para prender cristãos mediante acusações falsas de “conversão forçada”.

Essa tendência preocupante apareceu durante 2009 na Índia, que por muito tempo foi considerada um local seguro para os cristãos e que agora registra uma alta incidência de violência anticristã.

Do total de 152 incidentes, 86 foram registrados nos estados do sul, principalmente em Karnataka com 48 ataques, Andhra Pradesh com 29 ataques, Tamil Nadu com cinco e Kerala com quatro.

A moral dos cristãos no estado de Orissa continua baixa, pois poucos dos atacantes da violência de 2008 foram levados perante a justiça.

“Os tribunais da região de Kandhamal fazem piada do processo judicial, e os assassinos se aproveitam disso para aterrorizar as testemunhas e vítimas enquanto os juiízes e a polícia fingem que não veem”, disse o Dr. John Dayal, um membro do órgão governamental Conselho de Integração nacional (National Integration Council). “A igreja continua abandonada, seus esforços para encorajar as testemunhas vem falhando até agora”.

Orissa

Dos 787 casos de ataque registrados pela polícia de Orissa, 100 estão sendo julgados pelos dois tribunais da cidade de Kanhamal. Cerca de 35 casos tiveram audiência, resultando em cerca de 50 condenações e mais de 190 absolvições. O Sr. Manoj Pradhan, político do partido hindu BJP foi absolvido “por falta de evidências” em seis acusações, a maioria delas envolvendo assassinatos. No link ao final deste artigo vemos uma reportagem em idioma hindi onde se mostra o sr. Manoj Pradhan, suposto líder dos ataques e a situação atual dos nossos irmãos cristãos de Orissa que continuam vivendo em barracas e protegidos pela polícia para evitar outros ataques.

Foto de 2007 mostra fanáticos hindus, fonte topnews.in

Foto de 2007 mostra fanáticos hindus, fonte topnews.in

O Dr. Sajan K. George, presidente nacional do Conselho Global de Cristãos da Índia, disse que um número crescente de absolvições estava fortalecendo a cultura da impunidade, “onde aqueles que cometem crimes contra cristãos não temem ser punidos pela lei”.

“Enquanto o representante eleito do parlamento do estado de Orissa (Sr. Manoj Pradhan) foi absolvido nos casos de assassinato”, disse o Dr. Sajan George, “as pessoas querem saber o que aconteceu com a justiça indiana”.

Manoj Pradhan: eleito com 15.000 votos

Manoj Pradhan: eleito com 15.000 votos

Segundo o website Anaphora o político Manoj Pradhan, concorreu sem partido (candidato independente) e “foi eleito com 15.000 votos nas últimas eleiçoes. O candidato líder foi eleito com 34.000 votos. Desta vez, o sr. Pradhan espera que com o assunto (violência) de Kandhamal (Orissa) em seu histórico e mais o apoio do partido hindu BJP ele vencerá a eleição confortávelmente, mesmo estando atrás das grades”. Vejam abaixo o link para a reportagem onde o político Pradhan dá entrevistas sorridente atrás das grades. O vídeo está no idioma hindi mas não precisa de tradução, basta ver as imagens: o sorriso do acusado e a situação atual das vítimas.

O Dr. Dayal que esteve na região de Kandhamal recentemente, disse que das mais de 4.640 casas queimadas em 2008 pelos ataques, apenas 200 delas foram cobertas de novo por telhados até o final de 2009.

Artigos relacionados:
Vídeo sobre o acusado Sr. Manoj Pradhan, político do partido BJP indiano (em idioma hindi), mostra como estão vivendo os cristãos em tendas e sem condições de higiene.
Preso Lider do Ataque de 2008 em Orissa
Orissa: acusados libertados por “falta de provas”

Envie para seu amigo por email e divulgue no seu FacebookDiggDel.icio.usStumbleuponRedditBlinklistTwitterTechnoratiYahoo BuzzNewsvine

Anúncios

Uma resposta

  1. […] Artigos relacionados: Preso Político Lider do Ataque de 2008 em Orissa, relato de freira atacada Orissa: acusados libertados por “falta de provas” Relatório: 3 ataques por semana na Índia durante 2009 […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: