Mexa-se agora, saiba como ajudar as vítimas do terremoto no Haiti


A situação no Haiti é catastrófica e está além do que os jornais e as câmeras da TV podem mostrar, enquanto certas autoridades lutam para aparecer nas manchetes dos jornais com frases de efeito. Silenciosamente e sem politicagem, o cantor de reggae haitiano Wyclef Jean já arrecadou 8 milhões de dólares sózinho em 48 horas de campanha viral na Internet (Twitter, Facebook, etc.). Não tenham dúvidas: a catástrofe que já causou 100 mil mortos segundo a ONU, apenas começou. Devido à destruição de estradas, do aeroporto, está difícil fazer chegar comida, água e tratamento médico de emergência  para os 3 milhões de desabrigados, que já estão há 3 dias sem comer e beber. A probabilidade é grande de saques, violência, fome e sede além de epidemias por que não se conseguem enterrar logo todos os mortos. Mexa-se agora, saiba como ajudar as vítimas do terremoto do Haiti.

Envie por email para seu amigo e divulgue no seu Facebook | Digg | Del.icio.us | Stumbleupon | Reddit | Blinklist | Twitter | Technorati | Yahoo Buzz | Newsvine

A União Européia até a data deste artigo só prometeu 3 milhões de Euros de ajuda. Os Estados Unidos prometem 130 milhões de dólares. O Brasil critica mesquinhez dos outros, mas envia apenas 15 milhões de dólares. Clique no link no final deste artigo e leia relato de brasileiro que informa que as forças da ONU lideradas pelo Brasil não estão aparentemente nas ruas promovendo a segurança, enquanto o governo brasileiro perde tempo criticando a falta de ajuda de outros países e o ministro da Defesa Jobim critica americanos por ocuparem unilateralmente o aeroporto de Port au Prince no Haiti e diz que “Evidentemente o Brasil vai continuar comandando a operação”. Não importa quem vai comandar a operação, se Brasil, EUA ou a China ou o vizinho da esquina. Importa que milhões de pessoas estão sem ter o que comer, onde morar e sem água para beber nos próximos dias.

Um ser humano não sobrevive mais que poucos dias sem água e sem comer. E a total destruição da infraestrutura do Haiti está impedindo que água e comida cheguem para as vítimas do terremoto.

Enquanto um fica tentando dar lição de moral e jogando pedra no telhado de vidro do outro para aparecer bem na televisão, por disputas políticas ou visando capitalizar as manchetes para as eleições, quem está sofrendo são nossos irmãos cristãos haitianos. Eles estão precisando de água e comida e está difícil fazer chegar isso para eles nos próximos dias.

Milhões de desabrigados: é apenas o começo

Segundo a CNN, são 3 milhões de desabrigados e cerca de 50 mil mortos (atualização 16 de janeiro de 2010: ONU confirma 100 mil mortos) enquanto outros falam em 100 mil mortos. O Haiti tem 8 milhões de habitantes então 37% de sua população está sem ter onde morar e sem ter o que comer. Para que você tenha uma idéia do tamanho da catástrofe, o Brasil tem 192 milhões de habitantes e seria como se um cataclisma deixasse 71 milhões de brasileiros sem casa e sem ter o que comer e beber nos próximos dias, pois a ajuda não consegue ser distribuida por causa da destruição das estradas, ruas entulhadas que não dão passagem. O porto de Port-au-Prince (Porto Príncipe) também foi destruido. Segundo um empreiteiro haitiano que trabalhava no porto: “Se não consertarmos rápido esse porto, logo estaremos morrendo de fome”. E tem um preocupado em brigar pelo “comando” do aeroporto e outro propondo uma “conferência”. Essa gente está fora da realidade.

Ontem 14 de janeiro de 2009, 11 aviões com ajuda sobrevoavam durante horas o aeroporto de Port-au-Prince, capital do Haiti, não conseguiam pousar pelos estragos do terremoto e pelo congestionamento da ajuda já desembarcada, que não consegue ser escoada devido às estradas destruidas. Dois deles tiveram que ser desviados para a vizinha República Dominicana, atrasando ainda mais a chegada de comida e água.

Ontem 14 de janeiro de 2010, 7.000 mortos foram enterrados numa grande vala comum, para evitar que a deterioração dos corpos propague epidemias. As pessoas já estão no terceiro dia sem abrigo, água e comida. Até o momento, a situação está pacífica dentro da dor da perda. Mas com a fome e sede, pode ficar incontrolável e violenta. Oitenta e sete porcento (87%) da população haitiana é cristã, são nossos irmãos de fé.

Segundo a agência de auxilio americana USAID no momento o melhor é enviar doações em dinheiro. Isso porque  por causa da destruição de estradas e meios de comunicação, não se está conseguindo fazer chegar auxílio material (comida, água, roupas, sapatos, cobertores, etc.) para as vitimas.

Quem não perde tempo com vaidades, mas age imediatamente

Parabéns ao cantor de reggae haitiano Wyclef Jean que com sua campanha viral Yelê Haiti (Ajude o Haiti) através de Facebook, Twitter e outros, já consegui arrecadar US$ 5 milhões (cinco milhões de dólares) de 300 mil doadores em 24 horas para a Cruz Vermelha, enquanto políticos do Brasil e de outros países ficam criticando uns aos outros na fogueira de vaidades. Leia abaixo como participar da campanha de Wyclif Jean.

Contando as doações recebidas desta campanha viral de Wyclef Jean, a Cruz Vermelha já totalizava até ontem doações no valor de US$10 milhões, quase o valor que o governo brasileiro inteiro está enviando.

Os governos do Brasil, França e Canadá anunciaram uma “conferência” para a reconstrução do Haiti. Sugestão: peguem as centenas de milhares de dólares que iriam gastar nessa conferência com comitivas, hotéis 5 estrelas, restaurantes finos, vôos na primeira classe e tempo perdido com entrevistas coleteivas e pose para fotos e enviem AGORA para a Cruz Vermelha, conta corrente abaixo. É fácil! Até que essa “conferência” saia, com certeza milhares de haitianos morrerão de fome e sede nos próximos dias e semanas.

Autoridades: por uma vez na vida chega de discurso de palanque e trabalhem mais! Copiem o exemplo de Wyclef Jean. Uma pessoa sozinha arrecada US$5 milhões em 24 horas e sem blá-blá-blá politiqueiro vazio e sem buscar a imprensa para autopromoção pessoal. Vamos acompanhar o trajeto de Wyclef Jean e confirmar dia a dia quanto mais ele está conseguindo para a Cruz Vermelha. Visite http://www.yele.org/ e doe.

Atualizações Campanha de Wyclef Jean

16 janeiro de 2010: o valor coletado atingiu 8 milhões de dólares até ontem 15 de janeiro de 2010. Fonte: CNN

Doações: cuidado, doe com segurança

A agência Globo informa que “O casal de atores Angelina Jolie e Brad Pitt anunciou a doação de US$ 1 milhão à organização Médicos Sem Fronteiras. O mesmo fez o magnata americano Ted Turner.” Se você quer doar para a Médicos Sem Fronteiras, visite http://www.msf.org.br/Conteudo.aspx?c=47 . Se você quer trabalhar para a Médicos Sem Fronteiras, clique http://www.msf.org.br/Conteudo.aspx?c=40 .

Cuidado com sites não confiáveis que podem passar dados de conta corrente para depósito, mas na verdade não passa de estelionato. Não invente, não seja criativo: doe através de organizações confiáveis e mundialmente conhecidas.

Seguem os dados de contas confiáveis para depósito e transferências em dinheiro para ajudar as referidas vítimas segundo a fonte OGalileo. Podem ser feitos depósitos ou transferências de qualquer banco e até mesmo de fora do Brasil para a conta corrente. Ainda não é o momento de enviar roupas, sapatos e cobertores, não há como fazer chegar isso aos desabrigados!

Nome: Embaixada da República do Haiti
Banco: Banco do Brasil
Agência: 1606-3
CC: 91000-7
CNPJ: 04170237/0001-71

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) também recebe doações só em dinheiro. Segundo Silvia Backes, coordenadora do CICV no Brasil, a entidade não recebe outros tipos de doações, como roupas, devido à dificuldade de enviá-las ao país. Ela diz que há uma equipe de ajuda emergencial da Cruz Vermelha saindo de Genebra com toneladas de doações e com equipes de médicos.

Nome: Comitê Internacional da Cruz Vermelha
Banco: HSBC
Agência: 1276
CC: 14526-84
CNPJ: 04359688/0001-51

O Movimento Viva Rio informou que abriu uma conta para receber doações que serão usadas para compra de alimentos, água e medicamentos.
Presente desde 2004 no Haiti, o Viva Rio mantém uma equipe de mais de 400 pessoas trabalhando nos projetos, sendo nove brasileiros. Doações podem ser feitas na conta:

Nome: Movimento Viva Rio
Banco: Banco do Brasil
Agência: 1769-8
CC: 5113-6
CNPJ: 00343941/0001-28

Também tem a Care International Brasil que está participando dos trabalhos de ajuda.

Care Internacional Brasil
Banco: ABN Amro Real
Agência: 0373
Conta corrente: 5756365-0
CNPJ: 04180646/0001-59

O músico haitiano Wyclef Jean recebe doações para ajudar as vítimas do terremoto por meio de sua ONG, a Yelê Haiti. Para doar, acesse o site http://www.yele.org/ , clique em “Donate”, escolha o valor da doação e forneça os dados do seu cartão de crédito. Atenção: o site pode estar fora do ar por alguns minutos por que está sendo acessado por milhares de pessoas para doações. Tenha paciência e se não conseguir da primeira vez, vá tentando durante o dia.

Informações sobre cidadãos brasileiros no Haiti podem ser obtidas no Núcleo de Assistência a Brasileiros do Itamaraty, nos telefones abaixo:
(61) 3411-8803
(61) 3411-8805
(61) 3411-8808
(61) 3411-8817
(61) 3411-9718
(61) 8197-2284

O maior montante foi depositado na conta criada para a Embaixada do Haiti no Brasil. Segundo o Banco do Brasil, onde a conta foi criada, foram recebidos R$ 149 mil até o momento. Segundo o BB, os recursos desta conta serão administrados diretamente pela Embaixada do Haiti no país, que decidirá como serão usados.

Já a ONG Care Brasil registrou uma doação de R$ 100 mil por uma empresa que não foi divulgada (doação anônima, exempo para nossos governantes). A entidade, que atua em todo o mundo, também possui uma conta específica para depósitos com o objetivo de ajudar os afetados pelo terremoto.

A ONG Viva Rio, que atua com projetos sociais no país desde 2004, também abriu ontem uma conta para a ajuda, e até a tarde de hoje recebeu R$ 38 mil. A CICV (Comitê Internacional da Cruz Vermelha), por sua vez, recebeu R$ 27 mil até as 14h de hoje através da conta bancária que abriu para o mesmo fim.

Cuidado com sites não confiáveis que podem passar dados de conta corrente para depósito, mas na verdade não passa de estelionato. Não invente, doe através de organizações confiáveis e mundialmente conhecidas.

Depois de doar, se você quiser siga o exemplar trabalho de Wiclef Jean no seu Twitter http://twitter.com/YELEHAITI e Facebook http://www.facebook.com/people/Yele-Haiti/1149251235 . Mas DOE antes 1, 2, 10, 10 Reais ou mais. Empresários: algumas empresas estão doando 100 mil reais e valores similares. Participem na ajuda! E depois de doar, ore por nossos irmãos cristãos haitianos. Se não quiser doar, envie este artigo para todos que possam se interessar na ajuda.

Não vacile: doe.

Oramos para que você tenha seu coração aberto, mesmo aqueles que resistem em doar por vários motivos pessoais, interdenominacionais, religiosos, descrença, ceticismo, agnosticismo, ateísmo: agora não é hora de vacilações, é hora de ajuda. Pense: é como se 71 milhões de brasileiros tivessem suas casas destruidas e não tivessem o que comer nem beber. Consegue imaginar tal destruição? Ajude, divulgue, trabalhe, doe. Siga as instruções deste artigo e sua doação não será desviada, não se perderá, será recebida por instiuições sérias e históricamente comprometidas com a ajuda humanitária. Doe e circule este artigo para todos seus amigos.

Operação Peter Pan II

A arquidiocese de Miami propôs hoje que crianças haitianas que ficaram órfãs no terremoto de terça-feira (12) sejam adotadas por famílias americanas. A Igreja Católica utilizaria o mesmo sistema usado durante a operação Pedro Pan, que levou mais de 14 mil crianças de Cuba para os EUA entre 1960 e 1962 retirando-as do regime comunista ateu cubano.

Randolph McGrorty, diretor-executivo dos Serviços Legais Católicos (CLS, na sigla em inglês) da arquidiocese, informou que esta entrou em em contato com o governo americano para sugerir o programa de adoção, a partir do qual as crianças haitianas entrariam no país com vistos humanitários.

“Devido à magnitude do ocorrido no Haiti, é uma prioridade trazer estas crianças órfãs aos EUA”, disse McGrorty, em entrevista no escritório do congressista cubano-americano Mario Díaz-Balart.

O objetivo, disse McGrorty, é dar um futuro às crianças haitianas que perderam seus pais no terremoto, no qual podem ter morrido de 45 mil a 50 mil pessoas, conforme Víctor Jackson, um dos diretores da Cruz Vermelha no Haiti. Um dos primeiros passos para viabilizar este ambicioso projeto é localizar abrigos temporários para acolher as crianças. Um deles estaria no condado de Broward, no norte de Miami, segundo o religioso.

Adoção de crianças haitianas:

Há 300 casos de adoções pendentes com famílias americanas. Seis crianças chegaram à Flórida no domingo à noite 17 de janeiro de 2009. O Ministério de Relações Exteriores da Holanda fretou um aviões para pegar 100 crianças nesta segunda-feira 18 de janeiro, disse a porta-voz Aad Meijer à CNN.

No Haiti há 380 mil órfãos, de acordo com o Fundo Infantil da ONU, e há expectativa de que o número aumente depois do terremoto. Além disso, aqueles que viviam em orfanatos antes da tragédia podem estar desabrigados agora, já que há informações de orfanatos destruídos na zona do terremoto. Se você estiver interessado na adoção de uma criança haitiana, entre em contato com a embaixada da República do Haiti:

Endereço: SHIS QI 10, conj. 6, casa 16
Cidade: Brasília
Estado: Distrito Federal
Pais: Brasil
CEP: 70465-900
Telefone: (0xx61) 3248-1337 e 3248-6860
Fax: (0xx61) 3248-7472
Email: embhaiti@terra.com.br
Expediente(s): segunda a sexta-feira – 09:00 – 16:00 hs

Chamado de solidariedade!

Irmãos cristãos e todos que lêem este artigo, façamos ao contrário de certas autoridades. Não queremos conferências luxuosas nem fotos na imprensa. Vamos nos unir e trabalhar silenciosamente e com humildade em Cristo para ajudar nossos irmãos cristãos haitianos.

Se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí? Assim também a fé, se não tiver as obras (atos, ação), é morta em si mesma. Tiago 2:15-17

Fonte: agências de notícias nacionais e internacionais

Artigos relacionados e fontes:
Brasil, EUA e Canadá pedem conferência para reconstruir Haiti
Yele Haiti
Rodrigo Ribeiro, Redacao OGalileo
Brasileiro critica ausência de soldados da missão de paz nas ruas do Haiti
Brasil critica acanhamento em doações dos países ricos ao Haiti
Social networks, texts boost fundraising
UE oferece ao Haiti 1ª ajuda de emergência de 3 mi de euros
Jobim critica decisão dos EUA de controlar o aeroporto de Porto Príncipe
Brasileiros já doaram R$ 314 mil para ajudar Haiti; veja como doar
Doação em dinheiro ao Haiti é mais eficaz, diz coordenador ajuda dos EUA

Envie por email para seu amigo e divulgue no seu FacebookDiggDel.icio.usStumbleuponRedditBlinklistTwitterTechnoratiYahoo BuzzNewsvine

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: