Cristãos são os mais afetados por violações à liberdade religiosa na Indonésia


JAKARTA, Indonésia, 21 de janeiro de 2010 (CDN) – Moradores locais convencem a polícia a fechar uma igreja cristã na região oeste de Java. Um instituto de pesquisa de mulçumanos moderados, que estuda assuntos religiosos na Indonésia, reportou 35 casos de violações do governo contra a liberdade religiosa – incluindo 28 casos contra cristãos – e 93 casos de intolerância das comunidades muçulmanas perante igrejas em 2009.

O maior número de violações ocorreu na região oeste de Java, com 10 casos; 7 destes contra cristãos. Em seguida 8 casos na região leste de Java; destes, 4 foram contra cristãos. Na Província de Jacarta, foram 4 casos (três contra cristãos). Na Java central, dois dos três casos de violação foram contra cristãos, e na região ocidental de Nusa Tenggara, uma das três violações foram contra os direitos cristãos.

Assim como os casos de violação do governo na região oeste de Java, a intolerância da comunidade também foi a mais alta, com 32 casos, dos quais 14 foram contra cristãos. Em seguida temos Jacarta, onde 8 dos 15 casos de intolerância foram contra os cristãos. Na região leste de Java, 6 dos 14 casos violaram cristãos. Na Java central, os cristãos foram vítimas em 5 dos 13 casos de intolerância da comunidade.

Yenny Zanuba Wahid, diretor do instituto Wahid, reportou ao CDN que o governo não considera a liberdade religiosa um assunto importante que mereça atenção. Como resultado, o governo não estruturou relatórios sobre esta intolerância, mesmo com a pressão internacional.

Igreja tem suas portas fechadas

Na região oeste de Java, uma multidão realizou intensos esforços para fechar a Igreja Protestante de Filadelfia Huria Kristen Batak, na cidade de Bekasi, e conseguiram isso em 31 de dezembro, quando as autoridades do distrito emitiram um decreto ordenando o encerramento de todos os cultos na igreja.

“Os cidadãos locais declararam serem contra nossos cultos,” disse Panjaim, líder religioso da igreja. “Nós nos mudamos de lá para a casa de um de nossos membros, no vilarejo de Jejalan. Nós lucramos, porque os cidadãos de Jejalan foram muito bondosos.”

A construção de uma igreja local foi aprovada pelo Fórum de Besaki, contanto que a igreja obedecesse a um decreto referente à construção de casas de culto. O comitê religioso conseguiu obter 259 assinaturas de não-cristãos apoiando o projeto, apesar de serem necessárias apenas 60. Em seguida, o comitê escreveu um pedido formal para a autorização da construção da igreja. No entanto, uma autoridade do sub-distrito coletou assinaturas de cidadãos que se opunham a construção da casa de cultos cristãos em Jejalan. O número total de assinaturas é desconhecido, mas mesmo assim o oficial enviou uma carta para as autoridades rejeitando a construção da igreja.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: