Caso nr. 5: A Perseguição da Ingreja Wanbang de Xangai


Desde fevereiro de 2009, o Depto. De Assuntos Religiosos e Segurança Pública de Xangai tem interferido com as atividades da igreja Wanbang e perseguindo o pastor chefe da igreja, Cui Quan. O policiais tentaram forçar o proprietário do imóvel onde a Igreja Wanbang cultuava a Deus todo domingo a cancelar o aluguel para a igreja. A igreja tem 1.200 membros no total.

Em 1° de novembro, oficiais do governo chinês arrombaram a igreja; no dia seguinte, eles entraram à força nela e acusaram-na de ser ilegal. Eles proibiram os membros da igreja Wanbang de congregarem e cultuarem a Deus.

Em oito de novembro, oficiais do Depto. de Gerenciamento Populacional de Xangai invadiram a igreja. Depois que o pastor Cui negociou com eles, o serviço continuou. Nas noites de 11 e 12 de novembro, policiais locais barraram o local da igreja na Estrada Wuzhong 2708. , Distrito de Minxing.

Em 15 de novembro de 2009, a igreja de Wanbang estava tendo o culto de domingo como de costume. Centenas de oficiais do governo comunista chinês vieram; tiraram fotos e gravaram o culto.

Na manhã de 22 de novembro quatro pastores: Cui Quan, Cui Longguo, Liu Quanqin e Huang Yun foram intimados a depor na delegacia de Xangai no bairro de Tuanqiao. Eles foram acusados de convocar atividades sociais ilegalmente.

A polícia tentou acabar com o culto, mas 500 membros da igreja se recusaram a parar de cantar e finalizaram os dois cultos sem os pastores.

Fonte: ChinaAid

Share

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: