Cristãos em Karnataka, Índia, enfrentam 1.000 ataques em 500 dias


NOVA DÉLI, 22 de março de 2010 (CDN) – Investigação conclui que o governo nacionalista hindu é o responsável. A minoria cristã ao sul de Karnataka está sob perseguição, e enfrentaram mais de 1.000 ataques em 500 dias, de acordo com uma investigação independente de um antigo juiz do Supremo Tribunal de Karnataka.
Segundo Michael Saldanha, antigo juiz do Supremo Tribunal de Karnataka, os ataques começaram no dia 14 de setembro de 2008, quando pelo menos 12 igrejas foram atacadas em um dia, na cidade de Mangalore. “No dia 26 de janeiro de 2010 nós celebramos o dia da república. Este foi o dia que aconteceu o milésimo ataque em Karnataka, na cidade de Mysore.” “Os ataques estão acontecendo todos os dias,” disse Saldanha.

O último ataque aconteceu no dia 17 de março de 2010, quando uma multidão de 150 pessoas lideradas pela organização extremista hindu Vishwa Hindu Parishad e pela Bajrang Dal, invadiram o funeral de um cristão de 50 anos de idade, identificado apenas como Isaac.

Quando o pastor Sunder Raj, da igreja de Thomas Church em Gijahalli, estava prestes a começar o funeral, a multidão retirou o caixão do lugar e atacaram a cruz que a família da vítima carregava. Eles jogaram o corpo em um trator, e o colocaram do lado de fora do local do enterro, dizendo que ele teria contaminado o solo indiano, e que seu corpo deveria ser enterrado em Roma ou nos Estados Unidos.

O ministro de governo de Karnataka negou os resultados do inquérito. “As alegações de que Karnataka enfrentou 1.000 ataques é absolutamente falsa,” ele disse ao CDN. “Existe liberdade neste estado. A mídia está tentando ludibriá-la, e este acontecimento possui motivação política. Karnataka é o estado mais pacífico da Índia, e as pessoas obedecem à lei.”

Os ataques violentos em Orissa cessaram, porém Karnataka continua em chamas. Além dos ataques, numerosos cristãos enfrentam falsas acusações fraudulentas, ou conversões forçadas. Disse um cristão à reportagem: “Eu estive em muitas delegacias de polícia onde reclamações de conversões forçadas existem contra os cristãos, e quando eu perguntei à polícia o porquê deles estarem concordando com essas acusações sem fundamento, eles alegaram que estavam obedecendo a ordens superiores.”

O relatório diz que 468 trabalhadores cristãos de áreas rurais enfrentam tais acusações desde setembro de 2008.

Anúncios

2 Respostas

  1. estou intercedendo pelo país indiano. só deus pra ter misericordia deste povo. em quanto aqui no brasil os evangelicos-se encontra acomodados. ví em um blog casamento de cachorro. é muito triste.jesus curou um cego de nascença. jesus vai curar todos os indianos. a paz do senhor jesus a todos. amem

    • Enquanto isso evangélicos gastam tempo e muito dinheiro na construção de grandes templos e passeatas de milhões de pessoas, quando deveriam estar consolando os pobres e evangelizado os povos como é a missão prioritária que Cristo nos manda na Bíblia. Felizmente existem outros dentre nós que não fogem dessa missão em Cristo.

      Que Deus te abençoe, Máximo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: