Reflexão para Líderes Cristãos: O Casamento e a Chuva


Vou contar uma estória da vida real para vocês. O casamento foi ao ar livre, numa bela casa à beira de uma linda praia. Os noivos haviam se esmerado em preparar uma linda festa. Uma grande tenda branca protegia as mesas de jantar que estavam num grande gramado em frente à casa e que terminava na areia. A cerimônia cristã ocorreria na areia da praia. Os noivos desejavam compartilhar a natureza com todos os convidados.

Mas e o tempo? Todos buscavam nos jornais e na Internet informações sobre o tempo. E a previsão para aquele dia de março era de muita chuva.

Dia após dia, o tempo continuava nublado e com chuva. E a data do evento se aproximava. De repente, na noite anterior ao casamento o céu se mostrava estrelado. Um sentimento de alívio percorreu a mente de todos os envolvidos na preparação do casamento.

-“Amanhã vai fazer sol!”

Mas a manhã daquele dia especial trouxe uma grande decepção: um aguaceiro com ventos arrancou uma das tendas que abrigaria o conjunto musical. Choveu e ventou a manhã inteira e até metade da tarde. Faltavam duas horas para o casamento e a chuva continuava.

Não havia plano B. A casa não comportava todos os convidados nem que ficassem todos em pé, quanto mais sentados nas mesas de jantar. Os ventos com chuva tornavam inútil a grande tenda que serviria para proteger as mesas.

Os noivos estavam se preparando para a cerimônia e contataram o pastor que oficiaria o evento:

-Reverendo estamos preocupados, pois a chuva não passa.
-Tenhamos fé em Deus, Ele certamente não quer prejudicar seu casamento. Tenham fé, aguardem e verão.

Os noivos, mesmo sendo cristãos de fé não estavam muito convencidos disso. Tinha chovido a semana inteira e a previsão no jornal era de que no dia do casamento a chuva seria ainda mais forte.

Quando faltava uma hora e meia para o início da cerimônia, aconteceu algo de incrível.

Primeiro, a chuva parou. E depois, no exato momento do início da cerimônia religiosa na areia da praia, as nuvens se abriram. E o sol poente apareceu, lançando seus raios na face de todos os presentes. De um modo especial: um por do sol maravilhoso, mesclado com brilhos na areia úmida da chuva e reflexos dourados na névoa da arrebentação das ondas.

Todos os presentes ficaram maravilhados pelo cenário em volta do altar do casamento. E a cada minuto, o sol na sua caminhada descendente mudava os contrastes, cores em tons de vermelho e dourado e os reflexos na água, nas ondas, no céu, nas nuvens, como que mudando minuto a minuto o cenário daquele culto cristão.

O pastor que oficiava a cerimônia, tocado pela beleza do cenário que Deus nos oferecia, parou várias vezes a cerimônia e pedia aos convidados que olhassem em sua volta a cada mudança de cor que o fim daquele dia trazia.

A equipe de fotógrafos ficou alucinada com o cenário maravilhoso e não sabia se filmava a cerimônia ou o mar, o por do sol, a areia, a linda vegetação e natureza. Esforçaram-se correndo de um lado para outro e captando aquelas imagens inesquecíveis.

Tudo isso aconteceu em quarenta e cinco minutos. E depois anoiteceu e o céu estrelado ao som da música convidava para uma boa conversa e novas amizades, durante o ótimo jantar. Nos dias seguintes, aconteceram sete dias de sol e céu azul sem nenhuma nuvem. Prenúncia de um casamento muito feliz. Presente de Deus.

Por causa da chuva torrencial daquela manhã, quase metade dos convidados não compareceram ao casamento. Qual o significado de tudo isso?

Tenha muita fé

Metade dos convidados não veio por que não acreditaram que a chuva pararia. A outra metade dos convidados veio mesmo com chuva.

Quem veio mesmo com chuva, teve fé. Acreditou que tudo se passaria bem no momento do casamento. E foram premiados por Deus com um dos mais lindos casamentos e imagens inesquecíveis.

Quem veio mesmo com chuva, mostrou fidelidade, amizade, ação na adversidade, companheirismo e amor.

Também houve uma lição de fé, aprendida pelos noivos: quando o pastor lhes disse para ter fé e acreditar que faria sol, eles duvidaram. Nunca duvidemos de Deus. Deus tudo pode, até o que pensamos ser impossível.

A provação valoriza a bênção

Se tivesse feito sol o dia todo, talvez o único comentário que os convidados fariam durante o por do sol e a cerimônia: “Ainda bem que o sol está indo embora! Que dia quente,não aguentava mais!”. Mas como choveu o dia todo, os comentários dos convidados foram bem diferentes:

-“Que por do sol maravilhoso”
-“Isso é coisa de Deus”
-“Incrível, depois de tanta chuva!”
-“Não tem explicação”
-“Nunca vou esquecer”

Se não tivesse chovido, não haveria os reflexos do sol na areia. Talvez a luz do por do sol não fosse tão apreciada, se não tivesse acontecido poucos momentos depois de uma chuvarada forte que durara dias e um céu cinzento escuro.

O mesmo se passa na vida: se todos nossos dias fossem ensolarados, não daríamos valor a essa bênção divina. Quem passa privação de algo, quando recebe a bênção dá mais valor.

Então a chuva foi algo de ruim? Não. Foi boa. Na verdade a chuva era apenas Deus preparando o contraste para que o sol parecesse ainda mais maravilhoso no cenário da natureza eu Ele criou. E isso me lembra de que muitas vezes Deus manda tempestades para nossas vidas, para que depois carinhosamente nos abençoe com maravilhas e nós possamos dar o valor devido à dádiva recebida d’Ele.

Pare de recusar os convites!

Outra reflexão que podemos extrair do que aconteceu nesse dia do casamento, é o que acontece quando Deus nos convida para fazer parte de sua igreja na terra.

Deus convida a muitas pessoas. Muitas aceitam o convite, mas outras usam o primeiro contratempo que aparece e que serve de justificativa ou desculpa para deixar de estarem presentes na igreja de Deus. E perdem experiências maravilhosas com Ele.

Você está sendo sempre convidado ao casamento com Cristo. Cada dia que abre os olhos é mais um dia de bênçãos por estar vivo. É mais um dia de alegria por poder viver. Está na hora de dar prioridade para esse convite.

Para Deus, o importante não é quem não veio ao casamento com Ele usando como desculpa a chuva, preguiça, compromissos, cansaço ou outros obstáculos da vida, mas quem veio mesmo com chuva, compromissos, cansaço e vencendo todos os obstáculos. Pense a respeito.

Capte as mensagens!

Você já reparou que de um simples casamento com chuva se pode extrair tantas lições da palavra de Deus? E da sua vida também se pode fazer isso.

Pare, olhe, lembre dias e pessoas especiais de sua vida e verá como fatos ali acontecidos são como que mensagens de Deus para você. Você está captando essas mensagens? Deus espera que sim.

E o que aconteceu com os noivos desse casamento da vida real? Eles estão felizes. Viram Deus fazendo sua obra para lhes trazer alegria e felicidade. Sentiram-se especiais, pois Deus em sua grandeza estendeu sua mão cheia de amor para todos os presentes naquele dia especial. Deus é carinhoso, para quem é fiel a Ele!

Leia outros artigos da série “Reflexão para Pastores”, basta clicar aqui.

Share

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: