Padre Thadeus Nguyen Van Ly é solto no Vietnã


Padre Thadeus Nguyen Van Ly: algemas não calam a palavra de Deus

Thadeus Nguyen Van Ly: algemas não calam a palavra de Deus

HANÓI, Vietnã, 30 de março de 2010 (CDN) – Soltura temporária de padre no Vietnã vai contra as tendências repressivas do governo. O governo comunista do Vietnã anistia o padre Li enquanto aumenta a repressão. Autoridades vietnamitas nos meses recentes aumentaram o controle sobre aqueles tidos como dissidentes, e a soltura temporária do padre Thadeus Nguyen Van Ly em 15 de março de 2010 foi exceção à regra, de acordo com a Anistia Internacional (AI).

As autoridades comunistas soltaram o padre Li, com 63 anos, para que ele recebesse tratamento médico. Um defensor da liberdade religiosa, Ly foi condenado a oito anos de prisão em Março de 2007 por “sedição”. Ele já havia recebido sentenças similares de 10 e 15 anos.

“A soltura do padre Ly foi motivada só pela saúde dele”, disse a representante da região asiática da Anistia Internacional.

O advogado de direitos humanos dr. Le Thi Cong Nhan foi solto em 6 de março de 2010 após três anos na prisão. Mas outros 16 “dissidentes” foram presos desde setembro de 2009.

“São 16 pessoas com nomes revelados ao público”, relatou Edman. Há outros sobre os quais talvez não tenhamos notícias, nem saibamos quem são.”

Edman confirmou que Ly foi diagnosticado com tumor cerebral, embora poucos detalhes estejam disponíveis sobre tratamento. Amigos disseram à União de Notícias Católicas Asiáticas (UCAN) que Ly sofreu três derrames em três meses do ano passado, paralisando-o parcialmente e dificultando seus movimentos.

Seguindo-se a pedidos urgentes de padres e familiares, o padre Ly ganhou perdão do resto da sua sentença. Em 15 de março de 2010 ele foi levado da prisão de Ba Sao na província de Ha Nam no norte até um asilo de padres em Hue no Vietnã central.

Cala boca cristão!

É esse o regime socialista ou comunista que é venerado por alguns brasileiros, admiradores de Fidel Castro e Hugo Chávez. Repressão, prisões, assassinato de opositores, prisão e julgamentos falsificados como este do Padre Thadeus Nguyen Van Ly, onde ele está sendo calado à força de modo “democrático” e “popular”. A foto abaixo é do julgamento do Padre Ly, no dia 30 de março de 2007 quando o juiz “democrático”, “popular” e “socialista” sr. Bùi Quốc Hiệp sentencidou o padre Ly a 8 anos de cadeia. Podemos ver como o padre Ly estava livre para falar.

Julgamento "democrático", "popular" e "socialista"

Julgamento "democrático", "popular" e "socialista"

Sob pressão internacional, o governo pode ter soltado o padre Ly para evitar ter sua imagem comprometida caso ele morresse na prisão, relatou Edman.

“Ele é figura bem pública, e o governo vietnamita não gosta de críticas.”

Paladino dos Direitos Religiosos

O padre Ly foi preso em 1977 quando distribuía declarações da igreja condenado a prisão de monges budistas e o tratamento de católicos no Vietnã, diz a Anistia Internacional.

A isso se seguiu uma sentença de 10 anos em 1983 servida até 1992. Antes dela, o padre Ly escreveu um documento exigindo que autoridades parassem de perturbar cristãos e de que ele estava disposto a cometer martírio.

Em 1994 o padre Ly emitiu uma “Declaração Sobre o Estado da Igreja Católica na Diocese de Hue”, criticando a falta de treinamento para aspirantes ao sacerdócio, a interferência estatal nos ensinamentos da igreja e o confisco de propriedade da igreja.

Ele também se tornou um consultor do Comitê para a Liberdade Religiosa no Vietnã (CRFV), diz a Anistia Internacional.

Em 1999 as autoridades comunistas do Vietnã reclamaram quando o padre Ly coordenou projetos de auxílio às vítimas em parceria com a CRFV. Em 2000, enquanto o Presidente Clinton e uma delegação da CRFV estavam no Vietnã, o padre Ly fez mais apelos à liberdade religiosa.

A Comissão Americana sobre a Liberdade Religiosa Internacional em fevereiro de 2001 convidou o padre Ly a falar em uma audiência sobre o Vietnã; Embora incapaz de comparecer, Ly enviou seu testemunho escrito dizendo que o governo vietnamita havia “destruído a liberdade das igrejas” e pedindo que o congresso americano não ratificasse um acordo bilateral de comércio.

A mídia do governo socialista do Vietnã acusou Ly de convidar “elementos estrangeiros hostis a intervir em assuntos nacionais” e incitar cristãos contra o governo comunista.

Em maio de 2001 as autoridades comunistas prenderam Ly na sua igreja e o condenaram a 15 anos de prisão por sedição. Sua prisão foi relaxada para prisão domiciliar em fevereiro de 2005, mas foi preso de novo em fevereiro de 2007 por mais oito anos por organizar movimentos pró-democracia no Vietnã.

Quando o governo anistiou mais de 5 mil prisioneiros no Dia Nacional do Vietnã no dia 2 de setembro de 2009, o padre Ly foi omitido da lista de libertados mesmo a despeito de vigorosas campanhas internacionais a seu favor. Num relatório da mídia citado pela UCAN, o vice-ministro de segurança pública do Vietnã, Sr. Le The Tiem, alegou que o padre estava “em boa saúde para cumprir sua sentença”. Afinal, o padre Ly só tinha um tumor no cérebro, pouca coisa.

Oremos pela saúde e cura do padre cristão Thadeus Nguyen Van Ly, grande defensor dos direitos humanos e incansável lutador pelas liberdades religiosas no Vietnã desde os anos 1970. Se Deus decidir chamá-lo para perto de Si, que seja evitando o sofrimento dessa doença grave.

Nada pode calar a palavra de Deus

Nada pode calar a palavra de Deus

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: