Retorno à Religião Hindu Ameaça Paz no Nepal


KATMANDU, Nepal, 30 de Março de 2010 (CDN) – Com o prazo para a criação de nova Constituição se esgotando, cristãos temem fim do governo secular. Quatro anos após o Nepal se tornar oficialmente um país secular, aumentam os receios de que o país poderia reverter ao estado de religião hindu que ele era até 2006, quando pregar sobre Cristo era crime punível e muitas igrejas funcionavam clandestinamente para evitar o fechamento.

As preocupações aumentaram após o deposto rei do Nepal, Gyanendra Shah, antes considerado como um deus hindu, quebrar o silêncio que observava desde que o Nepal aboliu a monarquia em 2008. Durante sua visita a um festival hindu nesse mês, o monarca deposto disse que a monarquia não estava morta e que poderia retornar caso o povo assim desejasse.

Logo após esse evento, Krishna Prasad Bhattarai, um ex-primeiro-ministro e líder respeitado do maior partido governista, argumentou que ao invés de elaborar uma nova constituição, o Nepal deveria reviver uma mais antiga. A Constituição de 1990 declarou o Nepal um reino de religião hindu com um monarca constitucional.

Já existe uma dúvida crescente de que os partidos governistas não poderão criar uma nova Constituição dentro do período prometido em maio.

“Sentimo-nos traídos”, disse o Dr. K.B. Rokaya, secretário geral do Conselho Nacional das Igrejas do Nepal. “A Assembleia Constituinte eleita para nos dar uma constituição que reforçasse a democracia e o secularismo desperdiçou o tempo e oportunidade necessários para isso.”

O clamor por um estado hindu vem aumentando enquanto o prazo da nova constituição de 28 de maio se aproxima. Quando um pregador hindu, Sr. Kalidas Dahal, organizou um ritual de oração de nove dias em Katmandu neste mês propondo a restauração do hinduísmo como religião oficial, milhares de pessoas se juntaram a ele. O ritual incluía três ex-primeiros-ministros e líderes importantes dos partidos governistas.

“A presença de grande número de participantes desse ato sinaliza que o hinduísmo é vital nas mentes das pessoas e não pode ser abolido pelo governo”, relatou Hridayesh Tripathi, um ex-ministro e membro da Assembleia Constituinte, cujo partido Terai Madhes Loktantrik é o quinto maior na aliança governista. “Foi um erro abolir o hinduísmo às pressas.”

Outro esforço pela reinstauração do estado de religião hindu foi feito pelo Partido Nepalês Rastriya Prajatantra (RPP-N), o único partido que concorreu na eleição de 2008 pela monarquia e pelo hinduísmo. Ele está agora propondo um referendo. Como tática de pressão, ele paralisou a capital e duas cidades vizinhas em fevereiro pedindo por uma greve geral.

A apenas dois meses do prazo de aprovação da nova Constituição, é evidente que a demanda não pode ser resolvida agora se a constituição tem de ser posta em efeito dentro do tempo estipulado. Agora o espectro de anarquia e violência ameaça o Nepal.

Os maoistas no Nepal, que lutaram uma sangrenta guerra de 10 anos para transformá-lo em uma república secular e continuam sendo os piores inimigos do rei informaram que já estão tentando suprimir revoltas da população por um estado hindu.

Efetivamente Hindu

Nilambar Acharya, que lidera o comitê elaborando a nova constituição, alegou que ela seria apenas um guia generalizado do governo, e que leis compatíveis deveriam ser feitas para proteger os diretos de minorias.

O governo nepalês ainda aloca fundos para instituições como a Kumari, uma tradição que seleciona meninas pré-adolescentes como divindades protetoras do estado e as venera como “deusas vivas.” Ele dá dinheiro aos organizadores de um festival religioso quinquenal controverso, a Feira Gadhimai, onde dezenas de milhares de aves são mortas como oferendas a deuses hindus a despeito de condenações internacionais.

Não há apoio, é claro, para festivais cristãos. Quando a Assembleia Constituinte foi formada – em parte por eleições e em outra por nominações – nenhum nome cristão foi proposto mesmo quando o primeiro ministro esteve autorizado a nomear membros de comunidades não representadas.

Líderes cristãos querem que esse preconceito acabe. O líder cristão Sr. Roakaya do Conselho Nacional de Igrejas do Nepal alegou que cristãos haviam recomendado plena liberdade religiosa pela nova constituição: permitindo o a prática de uma religião de escolha individual, e de mudar de crenças caso uma pessoa desejasse, ou de não se associar a nenhuma religião em particular.

As recomendações, no entanto, podem não ser seguidas. Durante sua breve estadia no poder, os maoistas tentaram impedir a ajuda estatal ao Kumari. Isso levou à violência e a uma greve geral na capital, forçando o partido a revogar a decisão.

O Dr. Ramesh Khatri, diretor executivo da Associação pela Educação Teológica no Nepal, enfrentou essa perseguição pessoalmente. Quando ele se tornou cristão em 1972, seu pai o deserdou. Então em 1984 ele foi preso por organizar um acampamento bíblico. Embora a ação judicial contra ele houvesse sido cancelada em 1990 após um movimento pró-democracia, o Sr. Khatri relatou que o ódio anticristão ainda persiste.

“Cristãos nunca podem dormir em paz à noite”, ele disse preocupado. “A nova Constituição vai transformar o Nepal em outra Índia, onde cristãos são perseguidos em Orissa, Gujarat e Karnataka.” Educado na prestigiada universidade inglesa de Oxford, Khatri, que mantém uma coluna de artigos em um jornal nepalês, alegou que respostas violentas a seus artigos mostram o desprezo que o Nepal ainda tem sobre seus cristãos.

“Fui atacado como ‘Cristão do Arroz'”, ele disse. “É um termo pejorativo implicando que me converti por benefício material.”

Em março, a organização missionária Impacto Internacional Atemporal (TII) notou que uma igreja no norte do Nepal, perto da base do monte Everest, foi atacada por uma multidão local.

Isso aconteceu durante um culto em janeiro de 2010. Uma multidão hinduísta liderada por chefes religiosos destruiu a igreja, agrediu participantes e os avisou a não falar mais sobre o cristianismo na vila, disse a TII.

Anúncios

Uma resposta

  1. gostei muito, e acho q para alunos isso será muito bom dar uma olhada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: