Como vai indo, Fatima Rifqa Bary?


Fatima Rifqa Bary: livre para continuar cristã

Fatima Rifqa Bary: livre para continuar cristã

A jovem Fatima Rifqa Bary nasceu numa família muçulmana de origem cingalesa, que vive nos EUA. Fatima se tornou mundialmente famosa ao decidir fugir de sua casa em Ohio (EUA), depois que seus pais descobriram que ela se convertera à fé cristã. Segundo várias entrevistas dadas pela convertida cristã Fatima, seus pais ameaçaram levá-la de volta ao Sri Lanka onde as leis sobre liberdade religiosa poderiam ser utilizadas para forçar a menina a voltar para a fé muçulmana. Fatima também mencionou que seu pai batia nela com certa frequência.

Fátima viajou 1.000 km de Ohio para a Flórida para fugir de seus pais, sendo hospedada por um casal de pastores cristãos. Depois o juiz norteamericano dr. Daniel Dawson (tribunal de Orange County) determinou que ela voltasse para Ohio, mas ficasse sob a guarda do estado e não na casa dos pais, até que a justiça investigasse as exatas condições de sua fuga, inclusive denúncias de um casamento arranjado ou forçado da jovem e mesmo as declarações da jovem de que “seus pais ou a comunidade muçulmana (da cidade de Columbus, Ohio) a matariam” por se ter convertido à fé cristã.

Os pais de Fatima insistiram que que a filha lhes fosse devolvida sob sua guarda, mas Fatima se recusou firmemente a isso. A comunidade cristã dos EUA se manifestou fortemente perante as autoridades americanas promovendo passeatas e enviando milhares de emails para o governador da Flórida sr. Charles Christ e conseguiu evitar que Fatima fosse devolvida aos pais até o final do julgamento.

Segundo o jornal Orlando Sentinel (Flórida), em 20 janeiro de 2010 a justiça americana decidiu que Fatima deve ficar sob a guarda do estado até completar 18 anos em agosto de 2010. A partir daí, sendo maior de idade poderá fazer o que lhe ditar a consciência. Seus pais muçulmanos, derrotados no seu pedido de retomar a guarda da filha, cancelaram suas demandas judiciais.

O jornal Orlando Sentinel cita o advogado de Fatima, dr. John Stemberger: “Foi uma vitória para Fatima. Toda vez que você chega num acordo judicial e consegue o que deseja, é sempre melhor do que continuar o processo judicial. Em termos do que é o melhor interesse de Fatima, este foi o melhor interesse para a menina”.

Felizmente as leis americanas protegeram a liberdade de fé da menina cristã Fatima, coisa que não aconteceria na maioria dos países muçulmanos onde muitos cristãos são perseguidos, discriminados e tratados como cidadãos de segunda classe.

Trecho da entrevista com Fatima Rifqa Bary:

“Fathima Rifqa Bary: Eu fui ameaçada pelo meu pai. Quando meu pai descobriu – eu estou no Facebook, foi assim que ele descobriu – e os telefonemas da comunidade muçulmana começaram a chegar e emails que me desrespeitavam. E eu tinha um notebook e ele pegou aquele notebook e me ameaçou bater com ele, e ele me disse: “Se você tem esse Jesus no seu coração, você está morta para mim. Você não é minha filha.” E eu me recusei a falar, mas ele me disse: “Eu vou matar você. Diga-me a verdade.” Nesses termos, maledicência e maldições.”

O pai de Rifqa Bary não confirmou na justiça ter ameaçado a filha de morte por sua conversão à fé cristã.

Fonte: Convertida Cristã Fugitiva pode Ficar sob a Guarda do Estado

Leia a entrevista completa dada por Fatima Rifqa Bary em: Fathima Rifqa Bary e a Sharia ilegal praticada em Ohio nos Estados Unidos

Share

Anúncios

Uma resposta

  1. […] Como vai indo, Fatima Rifqa Bary? […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: