Reflexão para Líderes Cristãos: Quando é bom presentear


No dia 8 de abril de 2010, publicamos no Time de Cristo um texto adaptado do artigo “Por que homens devem comprar flores para as mulheres” de John DeVore da cnn.com. Nosso colega Vinícius que publica o blog de debates Cabana de Inverno escreveu uma contraposição intitulada “Por que homens não devem dar flores para as mulheres”. Nós acompanhamos o interesse dos leitores em ver um argumento e outro e depois de alguns dias de reflexão gostaríamos de publicar este terceiro artigo: “Quando é bom presentear”. E nosso colega Vinícius do Cabana de Inverno promete uma réplica na semana que vem.

O Vinícius tocou num ponto fundamental do ato de presentear. No artigo de John DeVore, nota-se certa atitude machista no momento em que ele escreve que “eu segurei (as flores) como um rifle em um campo de tiro, com o barril apontado para baixo”. É…o homem saiu à caça.

Ao ler a história como um todo, notamos que a primeira parte (o histórico) é realmente diferente da segunda parte (as conclusões do autor).

Seu pai gostava de presentear a esposa e mãe do autor, fazer surpresas. Leiam o artigo e verão que o pai de John ficava ali, esperto, vendo do que a esposa gostava ou buscando algum brilho no olhar que indicasse um interesse em algo e logo dava um jeito de presenteá-la com aquilo que tinha atraído seu interesse. E  isso durante muitos anos. No caso, o pai estava sempre atento à mãe. Poderia ser o inverso. Poderia ser melhor ainda: ambos estavam atendos um ao outro!

A atitude do pai de John aparentemente não foi a de um caçador. Foi a de um marido atencioso, carinhoso, que passou a vida se importando com a esposa até o ponto de fazê-la receber um presente depois de seu falecimento. Mesmo doente – e sabemos o quão doloroso pode ser o câncer – ele doou atenção, carinho e amor para sua esposa.

Então vemos que tamanho ato de amor torna irrelevante se a esposa trabalhava em casa e ele no escritório ou vice-versa. O que é relevante, é que ele tinha um amor e atenção frequentes com sua esposa. Qual o casal que pode afirmar isso depois de, não sei, 30 ou 40 anos de casamento? Isso é um mérito indiscutível desse casal e torna menor o fato de que um dos cônjuges trabalhava fora e o outro em casa. Hoje em dia felizmente vemos cada vez mais casais onde o cabeça do casal é a mulher.

E embora John não nos dê detalhes a respeito, acreditamos que sua mãe e esposa de seu pai também é (foi?) uma mulher amorosa, carinhosa e atenciosa com o marido. Como ela presenteava seu marido? John não nos conta, mas presumimos que ela certamente retribuía a atenção carinhosa do marido.

O que queremos dizer é: tudo depende da atitude. Dar flores pode ser um ato machista…ou pode não ser. Depende do que temos em mente quando presenteamos.

Qual o sentimento que acompanha o presente oferecido? O que diz nosso coração? Um presente valiosíssimo, mas dado com desprezo, bajulação ou segundas intenções certamente não tem valor nenhum se comparado a um presente simples, mas oferecido de coração e com bons sentimentos.

Aí está a palavra-chave: sentimento. O presente não deve ser um mero objeto. Deve ser algo que transmite um sentimento positivo de fazer o presenteado se sentir bem.

Embora este mundo ainda tenha muito que progredir na igualdade entre homem e mulher, está cada dia mais longe o tempo onde presentear alguém com algo, seja do homem para uma mulher como de uma mulher para um homem, ainda apresenta algum ranço do passado de desigualdade e papéis atribuídos. Felizmente isso está sendo gradualmente esquecido.

Ao invés de se prender a preconceitos de comportamentos culturais passados, hoje em dia o que importa é ser autêntico: no ato de dar um presente, não devem existir sentimentos negativos e sexistas.

Se o presente for dado de coração limpo, certamente não haverá espaço para discussões sobre se o ato foi sexista ou não. Por que acima de tudo, o sentimento que acompanhará o ato de dar, aquele olhar nos olhos com amizade e o abraço do colega, um carinho da pessoa amada, a atenção pelo parceiro na vida, tudo isso é o que importa durante o ato de dar o presente e na verdade o presente físico em si e seu significado cultural no passado pouco importará. É algo secundário perante o amor, carinho, amizade conforme cada caso.

A maior revolução do comportamento humano é essa, romper para melhor com a herança cultural. Evoluir não só no trabalho, nos estudos mas também no espírito.

Mas existe uma revolução maior que essa. Por exemplo: é relativamente fácil se presentear quem a gente gosta. Mas e presentear quem nos despreza?

Presentear com amor a quem nos despreza é a maior libertação que pode acontecer para o espírito de um ser humano. É a libertação de nossos preconceitos históricos e culturais tacanhos e atrasados. É quando tomamos consciência da universalidade do amor em contraposição a rixas, vinganças e comportamentos tribais oriundos do tempo em que vivíamos em cavernas.

O que é mais precioso para cada um de nós? Nossas vidas? E se alguém deu de presente sua vida para salvar a de outras pessoas que o desprezam? É algo maior, em outro nível, superior a tradições culturais brasileiras, americanas, japonesas…mundiais. É algo universal. Não falamos de Jesus Cristo em Sua grandeza, mas de outro cristão, também chamado Messias. Leiam “Reflexão para pastores: O Sacrifício de Messias“.

Artigos relacionados:
Por que homens não devem dar flores para as mulheres.
Por que homens devem comprar flores para as mulheres.
O apagão espiritual – parte 1

Anúncios

3 Respostas

  1. Aew, rapaz.

    Não sei se vou responder essa semana, tenho um texto já pronto pra postar depois de amanhã, mas na semana que vem contraponho com certeza.

    Até.

    • Oi Vinícius, quando tiver tempo então contraponha e sejam sempre bem-vindo aqui. Um abraço do nosso time.

  2. […] que homens não devem dar flores para as mulheres, artigo de Vinícius do blog Cabana de Inverno 3. Reflexão para pastores: Quando é bom presentear, artigo da equipe Time de Cristo 4. Desta vez a análise é outra, artigo de Vinícius do blog […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: