Entrevista: Rafik Responde, conversão de muçulmanos – parte 4


Rafik responde aos muçulmanos

9. Massab Youssuf, filho do fundador do movimento terrorista muçulmano Hamas, converteu-se ao cristianismo. Diz Massab: “O islã é uma droga”. “O islã já está entrando em colapso, olhando de fora está crescendo mas por dentro está desmoronando…por que não fornece respostas às necessidades das pessoas”. Fonte: youtube.com. Você concorda com Massab Youssuf ou ele está exagerando em sua análise?

Rafik: Eu também gostaria que o islamismo caísse hoje ou amanhã, mas a distancia entre desejar e acontecer é muito grande. Nesta entrevista, você ouviu um jovem, inexperiente mas com muita fé, paixão e entusiasmo. Eu gosto do entusiasmo dele, mas creio que ele exagerou no fator “tempo”. Ele disse que em 10 anos o islã acabaria. Eu não creio que isso acontecerá até que Cristo volte. Se for amanha, ALELUIA.

Mas eu concordo com ele em vários pontos da entrevista: “O islã é uma droga e não oferece respostas para as necessidades das pessoas”. A verdade é que o islã não tem respostas inteligentes para os problemas do mundo. O que o islã faz é copiar as nossas respostas e aplica-las ao Alcorão. Porem dizer que o islã está próximo a desmoronar é exagero.

Medo e ignorância: arma de controle do povo

O islã ainda mantém mais de 80% dos muçulmanos no mundo, isolados, sem comunicação e debaixo do medo e da ignorância. Você não pode mudar esta situação de uma hora para outra. Veja o caso no Brasil, com apenas menos de 1% de muçulmanos, como foi que nos os impactamos ate o dia de hoje?

Uma outra verdade é que os muçulmanos estão satisfeitos com as respostas que o islamismo tem dado para eles. Eles não questionam as supostas leis de Alá (quem questionaria Deus?). Quando você é criado neste sistema opressor, você passa a ver isso como algo normal. Eles não veem o islã como uma forma de atraso. A grande maioria dos muçulmanos não está preocupada com os ensinos do islã, mas eles também não foram educados a questionar o islã.

O debate interno é desencorajado

Existem versos no Alcorão desencorajando os muçulmanos a fazerem perguntas sobre a fé, porque Alá não gosta de perguntas. Sura 5:102 “Povos anteriores a vós fizeram as mesmas perguntas. Por isso, tornaram-se incrédulos”. Em Bukhari 4.54.496 diz: “Qualquer um que questiona quem criou Alá é Satanás …”.

A mudança somente virá quando a maioria dos cristãos aprenderem a apresentar a sua fé com ousadia e confiança e a defender a sua fé diante  dos muçulmanos. O islamismo é fraco e vazio, porem os teólogos muçulmanos também estão trabalhando duro para dar uma contrarresposta as questão que nos levantamos sobre o islã.

O sujo falando do mal lavado

A acusação favorita é que o Cristianismo falhou na construção de uma sociedade santa e justa. Eles apontam para a imoralidade dos nossos países, a exposição do corpo da mulher, a pornografia, as nossas “leis humanas absurdas” sobre a homossexualidade, eles apontam para a pedofilia dos padres católicos, etc. Eles têm muito material para criticar os países não muçulmanos. Porem eles são “o SUJO falando do MAL LAVADO”.

Problemas: até piores que aqui

Nos países islâmicos você encontra os MESMOS PROBLEMAS e alguns piores: O Irã tem o maior numero de drogados do mundo, seguido pelo Afeganistão, os países islâmicos estão entre os mais corruptos do mundo de acordo com a (ONG) “Transparência Internacional”. A Arábia Saudita e Dubai têm um enorme numero de homossexuais e lésbicas. Eu tenho um vídeo que mostra o Ministro da Saúde da Somália dizendo que ele não poderia discutir o problema da AIDS porque a Somália é um país islâmico. A política de FINGIR que os problemas não existem está vigente nos países islâmicos.

Mas será que o islã esta perto de se desmoronar? Eu creio que não, porem isso é plausível. Historicamente, quando o Império Otomano acabou, o islamismo quase se acabou também. Alguns intelectuais nos anos 40 e 50 deram uma nova vida ao islã e moldaram o islã no que você vê hoje. Eles fizeram os muçulmanos acreditarem que a ERA DE OURO pode ser reconquistada. Os muçulmanos compraram esta ideia e agora eles querem reconquistar as terras perdidas.

O Brasil: objetivo prioritário de conversão ao islã

No novo programa expansionista eles incluíram outras terras onde o islã precisa ganhar para o islã e o Brasil está no topo da lista. Eles tentarão ganhar primeiro pela paz, mas se for preciso eles pegarão em armas para trazer o Brasil aos pés de Maomé.

Muçulmanos moderados não condenam o trabalho sujo dos terroristas

SIM a Internet, o radio e a televisão são instrumentos poderosos para fomentar o pensamento critico entre os muçulmanos e expor as aberrações do islã, mas os muçulmanos estão contra atacando também. Na verdade os terroristas islâmicos fazem o trabalho sujo, mas a população muçulmana (moderada) não os condena de verdade. Eles fingem que condenam. O islã  quer criar leis internacionais para impedir a critica ao islã, perseguem e matam a quem critica e por outro lado estão escrevendo bons livros, produzindo bons vídeos e abrindo universidades nos nossos países. Esta é uma luta ideológica que só esta começando no Brasil. Quem será o vencedor?

10. Massab Youssuf diz ainda que o islã é uma religião esquizofrênica. O Corão se contradiz em muitas partes e os muçulmanos usam a parte do seu livro sagrado que lhes convém, num momento. No Velho Testamento cristão também se fala muito em guerras, mortes, maldições. A Bíblia também seria esquizofrênica como o Corão?

Desde que a esquizofrenia pode se manifestar de diversas formas como “alterações do pensamento, alucinações, delírios e alterações no contato com a realidade” eu diria que SIM o islã esta entre uma das religiões que mais que contribuem com o comportamento esquizofrênico dos seus adeptos devido aos seus ensinos.

O uso de drogas para “meditação”

As historias são muitas para exemplificar: Os muçulmanos vivem com medo do mundo espiritual e interagem diariamente  com os GÊNIOS (espíritos) que estão presentes em todos os lugares. Aliado a isso, no islã, o consumo de drogas que intensificam a esquizofrenia é muito alto. Drogas como o Qat ou Khat são amplamente usadas ate mesmo por Xeiques para períodos prolongados de meditação. O fato de alguns paises proibirem não significa que o povo ainda não faz uso destas drogas.

Corão: um manual de guerra que se contradiz

Sim, Mossab sabe do que esta falando neste ponto. O Alcorão é ao mesmo tempo, um manual de guerra, é um compendio de contradições. Os muçulmanos precisam de uma boa dose de criatividade para tampar os buracos do Alcorão. Por isso, o próprio Maomé lançou mão da “doutrina da Ab-rogação” que diz que Alá decidia trocar alguns versos “não tão bons” por outros “melhores”. Esta foi a forma que Maomé conseguiu tapar alguns furos da sua carreira profética.

A Bíblia é esquizofrênica como o Corão?

Seria a Bíblia um livro esquizofrênico? Eu creio que não! A Bíblia apesar de relatar milagres ocasionalmente, não foge da realidade. A Bíblia é consistente com a realidade enquanto que o Alcorão mistura “fabulas” com a realidade. Os exemplos são muitos tais como o “sol se pondo em um lago fervente”, formigas falantes, pedras e arvores que andam e falam etc.

Uma das grandes diferenças entre a Bíblia e o Alcorão é que hoje em dia quase nenhum cristão iria interpretar os textos de guerra do Antigo Testamento como comandos de Deus para atacarmos outras nações. Historicamente, nós sempre entendemos estes textos como puramente históricos e descritivos e não NORMATIVOS.

Porém isso não pode ser dito do Alcorão, ainda que alguns muçulmanos que vivem no Brasil ou fora dos países islâmicos queiram nos convencer de que os versos da ESPADA no islã são descritivos e não normativos.

Para eles, a guerra contra os não muçulmanos continua

Como prova de que eles MENTEM, eu cito uma tradição da coleção de Bukhari e de Muslim que diz que ANTES da chegada do JULGAMENTO FINAL os muçulmanos irão matar todos os judeus. Isso quer dizer que a guerra que Maomé deu inicio a 1400 anos atrás contra os judeus, cristãos e pagãos, perdurará até o final dos tempos.

Veja em Bukhari 4:56:791 e Bukhari 4:52:177 “O Profeta (Alá o abençoe e lhe dê salvação) disse: “O dia do Julgamento não virá ate que os MUÇULMANOS LUTEM COM OS JUDEUS (matando os judeus), quando um judeu se esconder atrás de uma pedra e uma árvore. As pedras e as árvores dirão: Ó muçulmanos, Ó Abdulla, tem um judeu atrás de mim, venha e mate-o”.

Você pode imaginar uma religião mais esquizofrênica do que esta? Árvores e pedras estão delatando a presença dos Judeus atrás delas para que sejam mortos. Isso quer dizer que mesmo a NATUREZA estará contra os judeus. Maomé disse que a luta com os judeus irá durar ate o dia do Juízo Final. Os judeus precisam estar alertas todos os dias por causa deste doido chamado Maomé que fomentou este ódio pelos judeus no coração de todos os muçulmanos . O Alcorão deveria ser banido, o Alcorão é um livro perigoso e daninho para a sociedade brasileira.

****************************

Não perca a continuação desta entrevista na próxima quinta-feira! Envie este artigo para seus amigos, publique no seu Facebook, Twitter, Orkut. Seu clique não custa nada e ajuda muito, irmão! E visite sempre o blog Rafik Responde ao Islã.

“Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, e toda a língua confessará a Deus.” Romanos 14:11

Se informe mais a respeito:

  • Sobre o desprezo aos muçulmanos moderados e o genocídio de 1.300 anos contra os cristãos, leia: A Quinta Ferramenta, a declaração do sheikh Mustafa Sa’id Aytim: “…o que surpreende é que alguns ignorantes e traidores entre nós muçulmanos dizem: os judeus e os cristãos são nossos irmãos… como pode qualquer um que acredite no Corão dizer (isso)…e hoje vemos que eles mentem sobre segurança e paz – um conselho de segurança aqui, um emissário pela paz ali, um plano de segurança acolá, uma oração pela paz ali. Por Alá, quem disse a vocês que animais selvagens (os cristãos e judeus) podem ser tornar humanos? Podem animais selvagens parir qualquer outra coisa do que animais selvagens?” fonte: The Middle East Media Research Institute
  • Sobre a intolerância do islã contra os cristãos, leia: A Origem da Palavra Genocídio
  • A respeito da difamação contra a fé cristã nos países muçulmanos, leia: Demonizando quem não se pode vencer
  • O outro Holocausto, leia: Evangelização pelo martírio : 70 milhões de cristãos mortos em 20 séculos

Leia também as outras partes desta entrevista:
Rafik Responde: perguntas que incomodam, parte 1
Rafik Responde: perguntas que incomodam, parte 2
Rafik Responde: perguntas que incomodam, parte 3

Share

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: