Professor cristão é agredido por alunos muçulmanos


PESHAWAR, Paquistão, 25 de junho de 2010 (CDN) – Estudantes muçulmanos atacaram um professor cristão na Universidade de Peshawar depois que ele se recusou a se converter ao islã.

O professor de psicologia Samuel John, pai de quatro crianças que dava aulas na universidade Khyber-Pakhtunkhwa há 12 anos, conta que enquanto saía de sua casa no campus da universidade às 8h30, cerca de 20 alunos o atacaram.

“Eu gritei por socorro, mas ninguém veio me ajudar”, conta.

Quando sua esposa soube o que havia acontecido, ela correu para ajudá-lo, mas os estudantes também a agrediram. John e sua esposa foram levados para o hospital Lady Reading, onde receberam tratamento para seus ferimentos, com John em situação crítica.

“Eu ainda recebo muitas ameaças. Eles dizem: ‘Aceite o islamismo ou deixe a universidade. Se você não se converter, mataremos sua família.’.”

A polícia se recusou a registrar um Boletim de Ocorrência.

Um grupo de estudantes havia visitado sua casa no dia 15 de maio.

“Eles disseram: ‘Você é um bom professor, e um bom ser humano. Por favor, se converta ao islamismo e providenciaremos tudo o que você precisar’. Eu fiquei surpreso, e disse: ‘Por que vocês querem que eu me converta? Eu sou cristão, e Jesus Cristo é o meu Salvador – Ele provê tudo o que eu preciso’.”

Um dos alunos ficou nervoso, e disse: ‘Não se esqueça que você é um pai de família’, conta John. “Eu disse ‘Eu não tenho medo de ninguém, Deus protegerá a mim e a minha família’.”

Ele relatou a situação para o reitor, mas o oficial não pôde fazer nada, pois os estudantes muçulmanos são apoiados por partidos políticos e grupos islâmicos poderosos.

A família do professor ficou preocupada, e outros professores falaram em iniciar uma greve em apoio a John, exigindo um pedindo de desculpas dos alunos que o ameaçaram.

No entanto, nenhuma ação foi tomada contra ninguém. John enfrentou diversas formas de agressão por diferentes grupos de alunos muçulmanos que atiraram pedras em sua casa, enviaram cartas ou fizeram ligações com ameaças.

John acabara de ser homenageado com um prêmio por seus grandes resultados nas universidades de psicologia na província. Professores e alunos muçulmanos ficaram muito incomodados por um professor cristão receber tanta atenção, afirmam fontes.

Share

Anúncios

2 Respostas

  1. Parece que existe um tabu:

    Não podemos falar que os Cristãos são perseguidos?
    Não podemos falar onde eles são perseguidos?
    Não podemos falar quem os persegue?

    Tenho percebido esta reação de alguns cristãos, pois parece que não gostam deste assunto.

    Parece que vai contra o interesse dos próprios Cristãos mostrar quem são os reais perseguidores de Cristãos hoje em dia.

    Penso às vezes que preferem ficar se acusando, criando facções, tomando membros umas das outras religiões, do que encarar o real perseguidor.

    Penso que muitos Cristãos perderam o foco e estão focando quem não os persegue, não fala mal deles e não lhes faz mal algum. SÃO INTRIGAS INTERNAS ENTRE OS PRÓPRIOS CRISTÃOS.

    Com se denomina isto? Cegueira? Laodicéia?

    Porque?
    Alguém me explica?

    • Bom dia, Cristão livre,

      As diferentes correntes teológicas do cristianismo se batem entre si no meio dessas intrigas que lançam umas contra as outras. Enquanto isso, aqueles que destroem o cristianismo onde quer que vão, avançam impunes por seus crimes contra os direitos humanos e a liberdade religiosa.

      Obrigado por acompanhar nosso site,

      Que Deus o abençoe

      Equipe Time de Cristo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: