Entrevista: Rafik Responde, conversão de muçulmanos – parte 5


Rafik responde aos muçulmanos

11. O islã é uma religião com mentalidade do século 7 num mundo cada vez mais globalizado e moderno. Por que a fé muçulmana envelheceu e a mensagem cristã continua atual?

Rafik: A mensagem Islâmica se FOSSILIZOU com Maomé. Foi o próprio Maomé que fechou o capitulo ao declarar que ele era o ultimo profeta, ou seja, Alá teve que SE CALAR para sempre. Alá somente se revela aos profetas então os muçulmanos somente têm Maomé e o Alcorão para lhes guiar. As regras que ele criou no século 7, devem ser obedecidas no século 21 pois estas leis foram criadas por Alá.

Deus é todo-poderoso, mas só consegue falar árabe

De acordo com o Islã, o Alcorão é um livro milagroso, mas o milagre só é apreciado se você conseguir ENTENDER ÁRABE. Que tipo de milagre é estes que só faz sentido em uma língua? Que tipo de deus é esse que só entende árabe? Somente uns 20% dos muçulmanos no MUNDO conseguem entender o que o Alcorão diz. O Alcorão por sua vez não pode ser entendido sem as tradições (Hadiths). Então os muçulmanos se tornam REFÉNS dos lideres religiosos que precisam interpretar este FÓSSIL LITERÁRIO e harmonizar com a vida do Século 21. O resultado? CONFUSÃO TOTAL. Por isso os muçulmanos não se entendem.

Maomé morreu, Jesus continua vivo

A Bíblia apesar de ser um livro antigo, não sofre deste tipo de limitação, pois Deus continua falando através do Espírito Santo (no islã ele é um anjo) e através da Bíblia. Deus não nos abandonou na história. Jesus prometeu que Ele estaria conosco até a consumação dos séculos, enquanto Maomé está morto e possivelmente nem os seus ossos estejam lá ainda, viraram pó. Jesus prometeu que  irá voltar, e até os muçulmanos copiaram esta doutrina cristã, mas a deturpam totalmente.

O Espírito Santo continua agindo na igreja de Deus

A mensagem cristã continua relevante porque o Espírito Santo está agindo na sua Igreja. Ao afirmar que a mensagem continua sendo “relevante” nós não devemos nos confundir e pensar que ela é CRÍVEL ou aceitável pela maioria das pessoas. A verdade não é verdade porque as pessoas acreditam nela, a verdade sempre será verdade mesmo que ninguém acredite nela.

12. A modernização tecnológica e aumento da velocidade da informação tende a expor ideologias atrasadas pelo que elas verdadeiramente são. Foi o caso do comunismo, que apodreceu quando não pôde mais acompanhar o grande desenvolvimento tecnológico do mundo democrático. Isso está acontecendo com os países muçulmanos ou o dinheiro do petróleo conseguirá manter a estabilidade nesses países?

Rafik: Apesar de a tecnologia estar levando a mensagem do evangelho rapidamente, também a mensagem de outras religiões chegam rapidamente ate nós. Como o brasileiro gosta do exótico, ele se torna uma vitima frágil dessas filosofias religiosas.

Lavagem cerebral incita ódio contra cristãos e judeus

Apesar de existirem elementos semelhantes entre a queda do sistema comunista e o atual sistema islâmico, eu creio que isto não se aplica no caso. Nos países islâmicos existe uma propaganda massiva contra o cristianismo e contra tudo o que não é islâmico. Uma verdadeira lavagem cerebral acontece ali. As crianças são ensinadas a odiar judeus e cristãos todos os dias, nas escolas, nas mesquitas e nas ruas. A Bíblia é insultada e desacredita e os nossos teólogos liberais são amplamente citados como prova de que o cristianismo está falido. Ou seja, estamos longe de ver o islamismo sucumbir como no comunismo.

Leia os insultos contra os cristãos

Para você ter uma ideia de como o Oriente Médio nos insulta, basta  acessar MEMRI.ORG. O MEMRI foi criado com o objetivo de monitorar a mídia no Oriente Médio e criar uma ponte entre as duas culturas através de traduções de alto nível para os povos do Ocidente. Seria bom que alguém no Brasil tomasse a iniciativa de se fazer um convenio com a MEMRI para se traduzir todos estes vídeos para o Português. (disponível em Espanhol).

Os países ocidentais não entenderam ainda: o islã continua ligando religião aos objetivos políticos

As divisas do petróleo ainda continuarão sendo usadas para a promoção do islamismo enquanto nossos governos fazem pactos com países islâmicos sem entender o que realmente esta por trás da agenda deles. Diga-me porque os iranianos queriam comprar “TERRENOS” no Brasil? Alguém já se perguntou qual era a motivação religiosa deles?

Eu estou convencido de que o nosso impacto no mundo islâmico será mínimo se nós não começarmos a agir politicamente e não somente religiosamente. Desde que o islã é um sistema político, então eles precisam ser confrontados por outros sistemas políticos. Precisamos mobilizar a população evangélica para demandar dos nossos políticos uma posição séria a este respeito.

Confrontação gentilmente agressiva

Precisamos de advogados sérios e comprometidos, para nos auxiliarem neste processo. Nós também precisamos ser mais “gentilmente agressivos” em relação ao islã. Eles precisam ser confrontados teologicamente com amor, como eu tenho feito no meu blog. Eles não entendem a frase “respeito por outras religiões”. O respeito somente existe se o islã estiver dominando (as outras religiões).

Os cristãos anestesiados precisam acordar

Quando a população evangélica perder a fascinação pelo evangelho barato do “venha a mim, o MEU REINO” e entender que estamos em uma luta ideológica ferrenha contras as forças do mal, então começaremos ver alguma esperança de se começar a ver algumas rachaduras no islã. A caída (do islã) definitiva será somente quando Cristo voltar.

*************************

Não perca a continuação desta entrevista na próxima quinta-feira! Envie este artigo para seus amigos, publique no seu Facebook, Twitter, Orkut. Seu clique não custa nada e ajuda muito, irmão! E visite sempre o blog Rafik Responde ao Islã.

“Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, e toda a língua confessará a Deus.” Romanos 14:11

Se informe mais a respeito:

  • Sobre o desprezo aos muçulmanos moderados e o genocídio de 1.300 anos contra os cristãos, leia: A Quinta Ferramenta, a declaração do sheikh Mustafa Sa’id Aytim: “…o que surpreende é que alguns ignorantes e traidores entre nós muçulmanos dizem: os judeus e os cristãos são nossos irmãos… como pode qualquer um que acredite no Corão dizer (isso)…e hoje vemos que eles mentem sobre segurança e paz – um conselho de segurança aqui, um emissário pela paz ali, um plano de segurança acolá, uma oração pela paz ali. Por Alá, quem disse a vocês que animais selvagens (os cristãos e judeus) podem ser tornar humanos? Podem animais selvagens parir qualquer outra coisa do que animais selvagens?” fonte: The Middle East Media Research Institute
  • O perdão pelas cruzadas, leia: As Cruzadas, resposta contra as invasões muçulmanas
  • Sobre a intolerância do islã contra os cristãos, leia: A Origem da Palavra Genocídio
  • A respeito da difamação contra a fé cristã nos países muçulmanos, leia: Demonizando quem não se pode vencer
  • O outro Holocausto, leia: Evangelização pelo martírio : 70 milhões de cristãos mortos em 20 séculos

Leia também as outras partes desta entrevista:

Rafik Responde: perguntas que incomodam, parte 1
Rafik Responde: perguntas que incomodam, parte 2
Rafik Responde: perguntas que incomodam, parte 3
Rafik Responde: perguntas que incomodam parte 4

Share

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: