Amor de verdade não muda status do relacionamento


Estamos rodeados de ex-algo: ex-esposa, ex-marido, ex-patrão, ex-funcionário, ex-policial, ex-traficante, ex-atleta. Felizmente, não temos ex-filhos ou ex-pais. A aparência, a opinião das pessoas, as dúvidas, a desconfiança ou mesmo o desgosto não anulam o vínculo genético que identifica pai e filho. Filiação ou paternidade legítima não se compra, não se vende, não se negocia. Não há nada que alguém possa fazer ou deixar de fazer para desvincular-se da relação pai e filho.

A superficialidade das relações, a manipulação do afeto, a tentativa de comprar o amor, jamais anulariam o vínculo que identifica essa relação. Do mesmo modo, Deus nos criou, mas nós nos rebelamos, fugimos da casa do Pai e nos submetemos a uma outra família, cujo senhor era o Inimigo de Deus. Adquirimos jeitos e trejeitos do Pai da Mentira, até que Deus, pelo seu Filho Unigênito, nos atraiu de volta, nos recebeu como filhos e filhas e, pela sua natureza e poder, jamais nos abandonará.

A religião manipuladora e as mentes inseguras persistem em colocar em xeque o caráter e a bondade de Deus que nos atraiu a Ele pelos méritos de Cristo e nos adotou para sempre, colocou em nós a sua divina semente, tomou posse da nossa vida e jamais nos permitirá desviar a ponto de perdermos a nossa filiação.

“Voces foram gerados de novo (uma geração física e agora outra espiritual), não de uma semente perecível, mas imperecível, por meio da palavra de Deus, viva e permanente” (1 Pedro 1:23).

“Todo aquele que é nascido de Deus não pratica o pecado (não vive na constante e persistente prática), porque a semente de Deus permanece nele; ele não pode estar no pecado (permanecer indefinitivamente) porque é nascido de Deus.” (1 João 3:9).

“As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão. Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai” (João 10:27-29).

“Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora” (João 6:37).

A Segurança de Salvação trata da relação de confiança no amor e na competência de Deus em nos receber como filhos, cuidar de nós para sempre e jamais nos abandonar mesmo quando tropeçamos.

“O Senhor firma os passos do homem bom, e no seu caminho se compraz; se cair não ficará prostrado, porque o senhor o segura pela mão.” (Salmos 37:23)

Damos graças ao Senhor Jesus, em quem temos crido, pela certeza do seu amor incondicional que nos garante a perseverança na fé, no seu amor e na esperança da vida eterna prestes a se manifestar plenamente no nosso encontro com Ele.

Pr. Armando Bispo

Share

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: