Como vai indo, Ghorban Dordi Tourani?


Pastor Ghorban Dordi Tourani: entrega da vida por Deus

Hoje fazem 5 anos do assassinato do pastor cristão iraniano Ghorban Dordi Tourani. Que Deus continue abençoando-o por que os frutos de seu trabalho continuam vivos no Irã. Leia esta interessante história de como uma pessoa fanática e que praticou o homicídio, acabou entregando sua vida por Cristo do modo mais cristão possível.

O pastor Ghorban Dordi Tourani foi o primeiro iraniano da etnia turcomana que foi martirizado por causa de sua fé cristã. Os turcomanos são povos aparentados aos turcos que que falam idioma similar e vivem no norte do Irã, Iraque e outras regiões do nordeste da Ásia. O pastor foi assassinado no dia 22 de novembro de 2005 um grupo “anônimo” de fanáticos muçulmanos.


Líder de uma igreja doméstica no nordeste do Irã, Ghorban Tourani foi levado de sua casa em Gonbad-e-Kavus em 22 de novembro de 2005. Poucas horas depois, esse convertido ao cristianismo de 53 anos foi apunhalado até a morte, e seu corpo espancado e ensanguentado foi atirado em frente à sua casa.

A educação numa família muçulmana

Ghorban Tourani, de origem turcomana, nasceu em Gonbad-e-Kabus em uma família muçulmana de tradição sunita. Sob influência de seu zeloso pai, que levou os oito filhos a seguir os princípios islâmicos, o desejo de Ghorban na ocasião em que concluiu o ensino médio era estudar teologia islâmica no Egito e tornar-se um líder muçulmano sunita.

Não encontra Deus na religião muçulmana, torna-se ateu e marxista

Entretanto, seu pai não conseguiu financiar os estudos do filho na prestigiosa Universidade Al-Azhar, no Cairo, então, em vez disso, o rapaz lia livros islâmicos constantemente, buscando encontrar Deus. Como, depois de alguns anos, Ghorban não conseguiu satisfazer sua busca espiritual, ele finalmente se convenceu de que Deus não existia.

Ele tornou-se uma pessoa frustrada e raivosa, envolvendo-se em conflitos e participando de várias atividades criminosas. Posteriormente ele se deixou envolver pela filosofia marxista.

O crime cometido e a prisão

Depois do casamento, quando sua esposa estava grávida de seu terceiro filho, Ghorban Tourani decidiu cruzar a fronteira para conseguir um emprego melhor do lado do Turcomenistão, região então ainda sob o domínio comunista da União Soviética.

Lá, porém, ele se envolveu em uma violenta discussão com alguém e durante uma luta, para se defender, ele puxou uma faca e matou seu oponente. A acusação por homicídio culposo levou-o à cadeia em 1983, condenado a 15 anos de prisão.

A tentativa de suicídio e a recusa da fé em Cristo

Três anos depois, Ghorban tentou suicidar-se, mas foi hospitalizado e sobreviveu. De vez em quando, um grupo de evangelistas cristãos conseguia visitar a prisão para pregar e conversar com os prisioneiros, porém ele era veemente em rejeitar a mensagem.

Nada nem ninguém consegue vencer a palavra de Cristo

Nós escutamos nossos líderes cristãos dizerem isso durante os cultos. Vejam agora mais uma prova da inevitabilidade da palavra de Cristo. Ghorban continuava preso. Mais tarde, um cristão russo chamado Constantine que tinha sido preso por causa de sua fé foi transferido para a cela de Ghorban Tourani.

Agindo como amigo de Ghorban, devagar Constantine começou a partilhar sua fé em Cristo com ele, desfazendo aos poucos a insistência de seu colega de cela de que Deus não existia, muito menos aquele Jesus que Constantine dizia ser o “Filho de Deus”.

Quanto mais Ghorban conhecia Constantine, mais ficava impressionado com o amor e a paz que ele tinha”, observou um cristão iraniano.

Através dos evangelistas visitantes, Constantine conseguiu um Novo Testamento para Ghorban, dizendo a ele: “Leia esse livro para saber a respeito do Jesus que eu compartilho com você. Você vai perceber se vale a pena lutar contra ele ou não!”.

A leitura da Bíblia: “devorada” em duas semanas!

Tomando o livro, Ghorban leu-o inteiro em apenas duas semanas. Profundamente impactado, ele disse a Constantine que estava pronto a se tornar um cristão. Dentro de poucos meses sua vida estava tão transformada que, quando ele se dirigia ao chefe da prisão e pedia permissão para realizar reuniões cristãs dentro do presídio o homem concordava.

Mesmo seu amigo cristão Constantine ficava supreso pela decisão do oficial da prisão, dizendo a Ghorban que ele e outros cristãos tinham estado presos naquele local há anos sem nunca conseguir tal concessão.

“Você é um novo convertido, mas Deus está começando a usar você de forma poderosa”, disse Constantine a Ghorban.

O conselho do cristão russo Constantine

Depois o cristão russo aconselhou Ghorban: “Quando você sair da prisão, volte para o Irã, para os turcomanos de sua nação. Deus vai usar você entre os turcomanos em um ministério de igreja doméstica”.

Ghorban Dordi Tourani: corajosa foto junto com a Sagrada Ceia

Foi exatamente isso que Ghorban fez quando acabou de cumprir sua sentença, em 1998. Chegando em sua casa em Gonbad-e-Kavus, ele viu pela primeira vez sua terceira filha, uma moça de 15 anos que nasceu enquanto ele estava no Turcomenistão.

Um cristão destemido, num país de maioria muçulmana onde muitas vezes possuir uma bíblia ou objetos cristãos pode levar à cadeia, tortura ou mesmo morte, Ghorban corajosamente tira esta foto diante de um quadro da Santa Ceia com Cristo e seus apóstolos. Os braços estendidos mostram como a fé cristã acolhe a todos nós e também de como Cristo foi martirizado.

A evangelização no Irã

Ghorban começou em sua própria casa a compartilhar com seus parentes, amigos e outros membros da tribo turcomana as verdades cristãs que tinham mudado sua vida durante seus anos na prisão.

Depois que 12 turcomanos se tornaram cristãos em dois anos, Ghorban procurou um líder de igreja em Teerã que o orientou no discipulado e ensino desses novos convertidos.
A coragem que todo pastor cristão deve ter

“Ghorban era um cristão muito corajoso e destemido”, disse esse pastor iraniano depois da morte de Ghorban. “Ele era capaz de falar de Jesus em diferentes locais, em ruas, lojas e feiras. Ele estava convencido de que não podia guardar sua fé para si mesmo, mas que devia reparti-la com os outros em todos os lugares”.

Ghorban Dordi Tourani pregando a palavra de Cristo num culto

Em conseqüência disso, muçulmanos fanáticos de sua comunidade passaram a ameaçá-lo, e seu próprio irmão, certa vez, marcou-lhe o rosto com uma faca. No entanto, dezenas de turcomanos em sua cidade e circunvizinhanças se entregaram a Cristo através do testemunho e do ministério de Ghorban.

Qual a verdade da morte do cristão Ghorban Dordi Tourani?

O governo iraniano, que enviou a polícia secreta para investigar a casa de Ghorban e confiscar o material cristão depois de sua morte, disse à família que muçulmanos locais que estavam “furiosos por causa de sua conversão” aparentemente o assassinaram.

No entanto, o artigo citado abaixo da Open Doors (Reino Unido), informa que 10 dias após o assassinato de Ghorban, a polícia secreta muçulmana do Irã prendeu e torturou outros 10 cristãos da cidade de Gonbad-e-Kavus onde vivia  o pastor assassinado.

A prece do cristão Ghorban Dordi Tourani

De maneira maravilhosa, um ano antes de sua morte, Ghorban escreveu essa oração:

“Senhor Jesus, deixe-me glorificar seu santo nome em todos os momentos da minha vida nessa terra. Desejo dar minha vida, que lhe pertence, em favor do Senhor e de sua igreja”.

Ghorban deixou a esposa Offool Eachicke e quatro filhos, a mais velha que é casada, o filho Hadi, de 23 anos, a filha Aysen, de 21, e a filha Anahid, de 4 anos. Oremos para que a família de Gorban continue protegida e fiel a Cristo.

Fonte: PortasAbertas.org

Share

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: