E você, quando vai encontrar sua Porta de Damasco?

Porta de Damasco: motorista de táxi converte para Cristo

Esta é a Porta de Damasco em Jerusalém. Não é a original, por onde o ainda anticristão Saulo passou em sua missão de perseguição aos cristãos. A Porta de Damasco foi reonstruida em 1542 pelo sultão muçulmano Suleiman. Se Saulo iniciou sua jornada para os braços de Cristo passando por essa porta, o mesmo aconteceu com Mosab Hassan Yousef, filho do sheik Hasan Yousef, um líder muçulmano renomado da Palestina e um dos fundadores do grupo terrorista muçulmano Hamas.  A jornada do jovem Mosab Hassan Yousef para a fé cristã literalmente passou pela Porta de Damasco em Jerusalém. Veja como o filho do chefe do grupo terrorista muçulmano Hamas se converteu ao cristianismo. Não foi fácil eliminar a lavagem cerebral extremista que tinha sofrido desde criança. Foram precisos 6 (seis) anos de reflexão, leitura da Bíblia e conversa com evangelizadores, para sair do círculo vicioso do ódio que lhe tinha sido ensinado e entrar no círculo virtuoso do amor pregado por Cristo.

Continue lendo

Anúncios

A palavra de Deus não é semeada em vão: de bruxo a pastor no Vietnã

Reverendo Paul Ai, o plantador de igrejas

Reverendo Paul Ai, o plantador de igrejas

“Eu cresci em uma família budista no Vietnã”, disse Tran Dinh Ai. “Meu pai era um médico muito bem sucedido, mas estava incomodado com os políticos que tentaram extorquir dinheiro dele”. O pai de Tran Dinh Ai jurou que enviaria seu terceiro filho que nascesse a um templo budista para ser um monge. Aos 14 anos Tran Dinh Ai chegou ao templo budista, mas após um ano de estudo, se desencantou com a “desesperança das doutrinas Budistas”. Procurando uma experiência religiosa mais intensa, ele caminhou para o lado negro. O nome próprio Tran Dihn Ai significa “pare de amar o mundo” em vietnamita. “Eu fui estudar magia negra e me tornei doutor em bruxaria, servindo 3366 deuses”, disse Tran Dinh. “Eles me deram poder mas eu tinha que me submeter ao poder deles. Eles também me fizeram odiar o evangelho cristão”.

Continue lendo

Reflexão para Lìderes Cristãos: Os Jarros de Barro – parte 2

"Temos, porém, este tesouro em vasos de barro..." 2 Cor. 4:7

"Temos, porém, este tesouro em vasos de barro..." 2 Cor. 4:7

Em 2 Coríntios 4:7-10, Paulo nos fala sobre Deus que guarda algo de valioso num recipiente que é barato; Paulo os chama de vasos ou jarros de barro. De acordo com Paulo, Deus mostra seu poder vivificador em nós e Deus aplica esse poder de vida através de nós.

Envie um email para seu amigo e divulgue no Facebook | Digg | Del.icio.us | Stumbleupon | Reddit | Blinklist | Twitter | Technorati | Yahoo Buzz | Newsvine

Continue lendo

Reflexão para Líderes Cristãos: Os Jarros de Barro – Parte 1

"Temos, porém, este tesouro em vasos de barro..." 2 Cor. 4:7

"Temos, porém, este tesouro em vasos de barro..." 2 Cor. 4:7

Nós provamos a força de Cristo ao superar dificuldades. O apóstolo Paulo escreveu em Coríntios, capítulo 4 que depois de sofrer vários desastres em sua vida e durante seu ministério, que ele estava pressionado mas não esmagado, perseguido mas não esquecido, jogado ao chão mas não destruído. É uma das cartas menos conhecidas de Paulo, mas ela fala das duras realidades da vida e sobre a fé indestrutível que nos apoia através de tempos perigosos e difíceis. Nós não sabemos os detalhes, mas no capítulo 12, Paulo lista algumas das dificuldades que encontrou durante seu ministério. Ele havia sido:

Email para um amigo ou digulgue no Facebook | Digg | Del.icio.us | Stumbleupon | Reddit | Blinklist | Twitter | Technorati | Yahoo Buzz | Newsvine

Continue lendo

Missionários: de Gabinete, de Palco e o Empreiteiro

Missionários: de gabinete, de palco e o empreiteiro

Missionários: de gabinete, de palco e o empreiteiro

Carta para o irmão James.

Agradeço a você pelo seu post “Dízimos e Ofertas: muitos querem que Deus volte atrás em sua Palavra“, que me inspirou escrever esta carta para você e para todos nossos irmãos que buscam se aperfeiçoar contínuamente na fé cristã.

A construção de monumentais templos de tijolos é algo perigosamente próximo do que Cristo mais abominava: a idolatria! Não se cultuam estátuas, mas se cultua o próprio templo como se ídolo fosse. Cristãos se orgulham de ter constuido um templo maior do que o templo do cristão vizinho. O pastor vizinho sente-se humilhado e reforma seu templo para que seja de novo o maior da cidade. Certamente, não é essa a boa luta que Deus espera de nós.

Email para um amigo ou divulgue no FacebookDiggDel.icio.usStumbleuponRedditBlinklistTwitterTechnoratiYahoo BuzzNewsvine
Continue lendo