Como vai indo, Fatima Rifqa Bary?

Fatima Rifqa Bary: livre para continuar cristã

Fatima Rifqa Bary: livre para continuar cristã

A jovem Fatima Rifqa Bary nasceu numa família muçulmana de origem cingalesa, que vive nos EUA. Fatima se tornou mundialmente famosa ao decidir fugir de sua casa em Ohio (EUA), depois que seus pais descobriram que ela se convertera à fé cristã. Segundo várias entrevistas dadas pela convertida cristã Fatima, seus pais ameaçaram levá-la de volta ao Sri Lanka onde as leis sobre liberdade religiosa poderiam ser utilizadas para forçar a menina a voltar para a fé muçulmana. Fatima também mencionou que seu pai batia nela com certa frequência.

Continue lendo

Anúncios

Fathima Rifqa Bary e a Sharia ilegal praticada em Ohio nos Estados Unidos

OHIO, 27 de outubro de 2009 (ICC) – Como a imprensa está tratando do caso de Fathima Rifqa Bary? É curioso como a mídia dos Estados Unidos está divulgando a trágica história de Rifqa Bary. Ela é uma adolescente de 17 anos (foto) que fugiu da casa dos pais muçulmanos em Ohio para a Flórida, depois que se converteu para o cristianismo. Ela estava preocupada que os pais poderiam matá-la. A última vez que a notícia foi publicada na CNN, Rifqa foi chamada de “menina muçulmana” mesmo que o ponto fundamental desta história seja que ela tenha decidido livremente NÃO ser mais muçulmana.

Na lei islâmica (Sharia), o consenso entre seus adeptos é que um homem apóstata (que deixou de ser muçulmano) deve ser executado a menos que sofra de problemas mentais ou tenha sido convertido à força, por exemplo, devido ao perigo iminente de ser morto. Uma mulher apóstata pode ser executada, de acordo com as escolas de pensamento jurídico sunita islâmico Shafi’i, Maliki e Hanbali, ou presa até que ela decida se reconverter ao Islã. Uma minoria de juristas medievais islâmicos propõem que a apostasia não deve ter punição…as propostas dessa minoria não são aceitas amplamente entre a maioria dos juristas islâmicos.

Clique no link abaixo para ver e ler a entrevista de Rifqa Bary.
Continue lendo